Saúde


Vacinação contra a gripe chega à terceira fase com adesão abaixo da meta

Pessoas que integram grupos das duas primeiras fases que ainda não foram se vacinar, podem comparecer às unidades de saúde dos municípios para imunização
08/06/2021 Portal Adesso - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

     Aberta em 12 de abril, a Campanha de Vacinação contra a Gripe no Rio Grande do Sul (RS) entra na terceira fase na quarta-feira (09) sem atingir a meta de 90% de imunização do público-alvo das primeiras etapas. De acordo com dados do painel da Campanha de Vacinação Contra a Influenza, do Ministério da Saúde, a menor cobertura registrada é entre os idosos, que, nesta segunda-feira (07), atingiram 35,8 %, o menor índice da campanha.

     Também não atingiram a meta professores (39,8%), trabalhadores de saúde (45,8%), gestantes (49,3%), puérperas (56,1%) e crianças (56,9%). Os povos indígenas alcançaram o maior percentual de cobertura, com 78,8% de imunização.

     As pessoas que integram os grupos das duas primeiras fases que ainda não foram se vacinar podem comparecer às unidades de saúde dos municípios para se imunizar. A gripe pode trazer complicações, hospitalizações e óbitos e apresentar sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.

     A partir de 9 de junho, a campanha contempla pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

     É recomendado que ocorra um intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas contra a gripe e contra a Covid-19. Deve-se priorizar a vacinação contra a Covid-19. Se a pessoa apresentar sinais de infecção por coronavírus, deve adiar a vacinação até a recuperação clínica total e, pelo menos, quatro semanas após o início dos sintomas.

PRÓXIMA ETAPA

     De 9 de junho a 9 de julho

     • Pessoas com comorbidades – 777.224

     • Pessoas com deficiência permanente – 399.436

     • Caminhoneiros – 111.289

     • Trabalhadores de transporte coletivo – 42.831

     • Trabalhadores portuários – 4.051

     • Forças de segurança e salvamento – 31.489

     • Forças Armadas – 38.899

     • Funcionários do sistema prisional – 4.881

     • População privada de liberdade – 40.099


MAIS NOTÍCIAS