Coronavírus


Governo do Estado publica decreto alterando medidas de distanciamento

Mudanças dizem respeito a transporte, educação e academias
11/08/2021 Portal Adesso - Foto: Divulgação

     O governo publicou na última segunda-feira (09), em edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE), decreto que altera protocolos estabelecidos pelo Estado para transporte, educação e academias no sistema de enfrentamento à pandemia de Covid-19 no Rio Grande do Sul (RS), o Sistema 3As de Monitoramento.

     As mudanças, que dizem respeito a transporte, educação e academias, foram deliberadas e anunciadas na reunião do Gabinete de Crise da última quarta-feira (04) e passaram a valer a partir da publicação no DOE. Todas as demais medidas e protocolos seguem iguais, e os planos regionais em vigor seguem valendo, sem necessidade de alteração pelos municípios.

Veja o que muda:

     • Transporte coletivo (coletivo municipal, metropolitano comum, ferroviário e aquaviário): aumento de 60% para 90% da capacidade de ocupação do veículo.

     • Transporte rodoviário (fretado, metropolitano executivo, intermunicipal, interestadual): aumento da ocupação de 75% para 100% da capacidade do veículo.

     • Educação e cursos livres, formação de condutores de veículos e de ensino de esportes, dança e artes cênicas (atividades com alunos sentados): alteração do distanciamento de 1,5m entre classes para 1 metro entre as pessoas.

     • Atividades físicas em academias, clubes, centros de treinamento, piscinas, quadras e similares: alteração no Protocolo de Atividade Obrigatória para permitir a utilização de vestiários e espaços pré e pós- relacionados às atividades físicas.

     De acordo com o secretário de Articulação e Apoio aos Municípios, Luiz Carlos Busato, todas as demais regras e protocolos do Sistema 3As seguem exatamente conforme decretos anteriores, sem alterações. Portanto, os planos aprovados e em vigor em cada uma das 21 regiões Covid seguem valendo, sem necessidade de modificação.

     As mudanças atendem a pedidos dos setores envolvidos e obtiveram o aval da equipe técnica do governo. Sobre as solicitações de alteração nos protocolos de eventos, o Gabinete de Crise decidiu seguir monitorando os indicadores de internações, para que as mudanças aconteçam no momento adequado.


MAIS NOTÍCIAS