Geral


Obra mal planejada causa prejuízo de quase R$ 3 milhões aos cofres públicos de Garibaldi

Indenização paga nos últimos dias é o resultado da falta de planejamento da administração municipal de 2004 e ainda em 2013
12/08/2021 Portal Adesso - Fotos: Portal Adesso
Anterior Próximo

     O Município de Garibaldi efetuou neste mês de agosto o pagamento do valor de R$ 2.872.749,46 relativo ao Precatório 198659-5. Trata-se de dívida originada dos processos 051/1.05.0000030-2 e 051/1.13.0000804-9 e desdobramentos, os quais tiveram início em 2005 e 2013 respectivamente. 

     O débito é relativo a condenação do Município ao pagamento em indenizações por danos morais e materiais/emergentes e multa. O primeiro processo é decorrente de avarias causadas em residência localizada na esquina da Rua Júlio de Castilhos com a Dante Grossi, em razão de obra realizada pelo Município, envolvendo detonação, no ano de 2004. 

     O segundo, por sua vez, também tem como origem a execução de trabalhos, pelo Município, na Rua Júlio de Castilhos, no ano de 2013, os quais agravaram as avarias anteriores existentes no mesmo imóvel, e causaram outras.

     Esgotados os meios recursais, e com a expedição do precatório para pagamento no ano corrente, ao Município competia satisfazer o débito o quanto antes, a fim de evitar maior incidência de juros e correção monetária, o que acabaria por onerar ainda mais o erário público.

     A Obra e a Casa

     O motivo da ação judicial foi devido a uma obra de esgoto realizada na esquina das ruas Dante Grossi e Júlio de Castilhos, e a casa danificada foi a Casa Dal Bó. Construída na época da emancipação de Garibaldi, ele é o segundo prédio em alvenaria da cidade. O local já abrigou as irmãs de São José de Chambéry, vindas da França onde começaram a lecionar em 1899. Funcionou também como farmácia e hospital. Após, foi comprado por Vicente Dal Bó – prefeito de 1935 a 1949 - e abrigou a prefeitura, delegacia e cadeia, até 1939.




MAIS NOTÍCIAS