Economia


Gás Natural Veicular terá reajuste no valor a partir de segunda

A exemplo da gasolina, combustível fóssil também vai aumentar
13/08/2021 Portal Adesso - Foto: Ilustração

     Se já não bastasse o aumento mensal dos combustíveis, agora o gás natural também terá elevação em seus valores. As novas tabelas do combustível para todos os clientes da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás), entram em vigor a partir da próxima segunda-feira (16). O reajuste de tarifas foi autorizado pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs), com base no contrato de concessão, que prevê o repasse integral ao mercado do custo de aquisição de gás, que tem sucessivos aumentos ao longo do ano por parte da Petrobras e já acumula alta de 48,7% em 2021.

     Esse reajuste preocupa os motoristas que optam pelo gás natural veicular (GNV) pois o combustível fóssil é muito utilizado para abastecimento de veículos, por ter maior durabilidade e impostos mais baixos do que a gasolina. No caso específico do GNV, o aumento será de R$ 0,245 por m³ (sem impostos) sobre o valor cobrado aos revendedores.

     Os percentuais de reajuste que serão aplicados aos clientes da Sulgás variam em função do segmento atendido. Para o setor industrial, o aumento varia entre 9,18% e 13,17%, conforme a faixa de consumo. No comercial, o reajuste vai de 6,51% a 8,65, enquanto que para residencial, será entre 5,19% e 7,03%. 

Reajuste para cada segmento:

     Comercial: 6,51% a 8,65%

     Industrial: 9,18% a 13,17%

     Residencial: 5,19% a 7,03%

     Veicular: R$ 0,245 por m³

     A última revisão de tarifas da Sulgás foi em abril deste ano, refletindo apenas o aumento do custo do gás para a distribuidora. A Sulgás reitera seu compromisso em buscar preços competitivos no mercado. Atualmente, negocia com supridores selecionados através da Chamada Pública (CP22), com perspectivas de diversificação de fornecedores de gás natural a partir do próximo ano.


MAIS NOTÍCIAS