Política


Deputados falam sobre a privatização da Corsan e a estadualização da BR-470

Parlamentares participaram do programa Prato Limpo desta quarta (01), no ADESSO TV
01/09/2021 Portal Adesso - Foto: Reprodução/ADESSO TV

     Os deputados estaduais Giuseppe Riesgo (NOVO) e Sofia Cavedon (PT), em participação no programa Prato Limpo desta quarta-feira (01), no ADESSO TV, falaram sobre a privatização da Companhia Rio-grandense de Saneamento (Corsan) e sobre a estadualização da BR-470.

     Sobre a privatização da Corsan, aprovada nesta terça-feira (31), em sessão realizada na Assembleia Legislativa, o deputado Riesgo votou a favor, juntamente com outros 32 parlamentares. Já Sofia votou contrária a decisão, juntamente com outros 18 deputados. 

     Questionado sobre a decisão, Riesgo comentou que o setor público necessita de um choque de gestão. “É extremamente necessário que se tenha um choque de gestão no setor público e isso só vai acontecer com uma privatização, que felizmente foi aprovada ontem. A Corsan não iria conseguir atingir as metas estabelecidas sobre o novo marco legal de saneamento, então no meu ver essa privatização era necessária para esse serviço ser melhorado. Hoje em nosso estado, muita gente não tem acesso a água e esgoto, por isso que devemos privatizar e regionalizar a companhia”, afirmou o deputado.

     Já Sofia, explicou que foram vários os motivos que a levaram a votar contra a decisão. “Foram vários os motivos que me fizeram chegar a essa decisão, mas eu vejo que com a regionalização a tarifa de abastecimento ficará muito cara, principalmente para municípios distantes a capital. A Corsan é uma empresa sustentável, ela só precisa de uma boa gestão e de um município que cobre. Já na mão privada ela perde essa isenção tributária e a população terá que pagar esses lucros privados. Vimos que outras regionalizações realizadas foram por água a baixo, então vamos continuar alertando a todos sobre os riscos desse processo”, destacou a parlamentar.

     A partir da decisão do legislativo, a venda da companhia está autorizada, restando apenas ser realizada a estruturação e a regionalização do abastecimento de água.

     Sobre a proposta de estadualização da BR-470, no trecho de 13 km que compreende a ERS-444, na entrada do Vale dos Vinhedos, até a ERS-446, no trevo São José, em Carlos Barbosa, Sofia afirmou que a bancada do PT votou favorável a estadualização por conta de um acordo dos municípios com o Governo do Estado. “Votamos favoráveis por conta desse acordo e porque tinha uma previsão de pedagiamento neste trecho. Neste final de semana eu fui até a serra e notei o quanto a estrada está esburacada em vários pontos, então estamos revendo nossa decisão. Então estamos nos somando a essa indignação junto ao governo para tentar reverter isso”, comentou.

     A deputada Sofia orientou também o vereador Leandro Roque Delazeri (PP), comentarista do programa, a fazer um pedido, juntamente com os demais vereadores da Câmara de Garibaldi, contra a estadualização e levá-lo até a assembleia, para ser organizada uma reunião na Casa Civil para reverter a decisão. 

     Já Riesgo afirmou que não tinha muito conhecimento sobre o caso e votou também favorável a estadualização. “Eu votei favorável também porque essas tranferencias de rodovia normalmente tem debates dentro dos municípios e passa pela Câmara de Vereadores, pois sem autorização da câmara não teria votação na assembleia. A gente normalmente não sabe se a decisão irá beneficiar ou prejudicar a população de tal município, pois quando essas votações chegam ao legislativo, é porque já tem um acordo entre as partes. Votei favoravelmente, mas não sabia desse problema que está sendo alertado”, destacou. 

     Para acompanhar a entrevista completa com os deputados Giuseppe Riesgo e Sofia Cavedon, acesse o link: https://www.facebook.com/PortalAdesso/videos/1966829636814293


MAIS NOTÍCIAS