Política


Câmara de Vereadores de Bento deverá ter nova sede em 2022

Novo prédio terá dois pavimentos, estacionamento subterrâneo e amplas salas
03/09/2021 Portal Adesso - Foto: Christian Saibel/Divulgação

     A Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves deverá ter uma nova sede no ano que vem, saindo da avenida Dr. Antônio Casagrande e partindo para a avenida Costa e Silva, no bairro Planalto. O novo prédio deverá ter dois pavimentos, ocupando uma área de 1,9 mil metros quadrados, no terreno ao lado do Fórum municipal. 

     Em contato com a assessoria do legislativo, o projeto da nova sede está sendo pensada devido a problemas estruturais que o atual prédio vem apresentando e neste momento, a Licitação está em fase de recurso de habilitação das empresas. A construção de uma nova sede do Poder Legislativo vem sendo debatida desde outras legislaturas. Em 2020, iniciou-se a análise, porém em função da pandemia o assunto perdeu força, tendo em vista que as atenções do legislativo priorizaram projetos relacionados ao combate da Covid-19. O assunto foi retomado este ano, tendo em vista a exigência e urgência dos Protocolos de Prevenção e Combate a Incêndios (PPCI), feita pelos Bombeiros Militares (CBMRS).

     As propostas para início dos projetos foram conhecidas na última terça-feira (31), onde 15 empresas se candidataram a participar da construção. Destas, 12 tiveram a aprovação dos documentos, duas necessitam apresentar documentos adicionais e uma já foi descartada. As empresas candidatas terão um prazo para entrar com recurso, para depois serem conhecidas as propostas financeiras. 

     O legislativo pretende contar com um prédio amplo e que tenha também estacionamento no subsolo para 20 veículos. A nova Câmara deverá contar com dois plenários, sendo um deles com 250 metros quadrados e, o outro, com 100 metros quadrados. Deverão ser construídas ainda quatro salas, duas de comissões e duas de reuniões. A construção terá ainda 17 gabinetes de 24 metros quadrados e mais três adicionais, com 15 metros quadrados. 

     O gabinete da presidência deverá ser o mais amplo, com 36 metros quadrados e banheiro privativo. O projeto prevê ainda espaços para setores administrativos, com departamento jurídico, controle interno, secretaria geral e sala de imprensa.

     O valor total da construção ainda não foi divulgado, mas conforme estudos de orçamento, a obra deverá custar em torno de R$ 255 mil, sendo concluída em até 90 dias após a assinatura do contrato com a empresa vencedora. 


MAIS NOTÍCIAS