Polícia


Advogado é torturado e morto com um tiro em Bento Gonçalves

Execução ocorreu por volta das 4h na residência dele no bairro Conceição. Não há pistas dos autores do crime
11/09/2021 Notícias de Bento

     Um advogado foi torturado e executado com um tiro na cabeça na madrugada deste sábado, 11, em Bento Gonçalves. O registro policial foi feito como latrocínio, mas não se descarta a possibilidade de execução. O caso será investigado pela Polícia Civil. Não há pistas dos autores do crime.

     De acordo com as informações preliminares, indivíduos armados invadiram a residência do advogado Roberto Fortunato Dall Agnol, de 48 anos, por volta das 4h20min, na Rua Luiz Pedro de Marco, no bairro Conceição. Eles renderam o advogado e a esposa dele, de 32 anos. Ela foi amarrada e Dall Agnol foi levado para o quarto.

     As informações são de que Dall Agnol ficou muito nervoso e não conseguia passar as senhas dos cartões de banco e também do rastreador do veículo. Ele foi colocado na cama e amarrado com cordas. Os bandidos usaram uma técnica chamada Shibari, onde a pessoa é amarrada dos pés ao pescoço e, quando tenta se soltar, vai sendo asfixiada pela corda. Ele ainda teve a boca amordaçada por uma fita adesiva. Logo em seguida, o advogado foi executado com um tiro na cabeça. A mulher dele não ficou ferida. Os ladrões fugiram do local e, segundo depoimento, joias, dinheiro e alguns pertences das vítimas foram levados pelos criminosos.

     Roberto Dall Agnol era conhecido por defender pessoas ligadas ao tráfico de drogas. A Polícia Civil passará a investigar o caso, inicialmente, como latrocínio (roubo seguido de morte). Mas também devem ser investigadas outras questões envolvendo a possibilidade de execução do advogado. Este foi o 28º homicídio do ano ocorrido em Bento Gonçalves.



MAIS NOTÍCIAS