Coronavírus


Garibaldi ultrapassa 6 mil casos de Covid-19

UTI chegou a ter 22 pacientes críticos. Hoje são cinco internados nos 18 leitos existentes
05/10/2021 Portal Adesso - Foto: Arquivo

     Garibaldi ultrapassou a marca de 6 mil pessoas positivadas para o vírus da Covid-19, conforme o último Boletim Epidemiológico, divulgado nesta segunda-feira (04). No momento, são 6.039 casos confirmados da doença. Mas o que chama a atenção é o baixo número de internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Conforme os dados, cinco leitos críticos estão sob ocupação no Hospital Beneficente São Pedro (HBSP), sendo um dos menores índices do ano. 

     Para a Pneumologista e responsável pela UTI Covid do HBSP, Doutora Lilian Pasin Jacobi, a vacinação da população contra o vírus é o principal fator para a diminuição de internações críticas. “Sem dúvidas a vacinação. Foi uma mudança da água para o vinho. A grande maioria das pessoas que estão sendo internadas na UTI, são pacientes que ainda não se vacinaram e isso é muito claro. Posso dizer que em torno de 90% dos casos de internações hoje em dia são de pessoas não imunizadas”, afirmou a doutora.

     No final do mês de outubro, Garibaldi chegou a registrar quatro pacientes críticos internados, sendo o menor número do ano, até o momento. Desde o início da pandemia, em março de 2020, o índice mais baixo de internações foi em outubro do mesmo ano, quando haviam somente três pacientes críticos. 

     Diante disso, a vacinação torna-se fator fundamental na briga contra a Covid-19 e, nesse quesito, Garibaldi está avançando a passos largos. Conforme dados apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde, já foram vacinadas com primeira dose no município 27.006 pessoas. Com a segunda dose ou dose única, foram 16.635 imunizados e, com a aplicação de reforço, 372 pessoas.

Taxa de cura

     Outro fator de destaque em Garibaldi é o índice de cura, que também é elevado. Das 6.039 pessoas positivadas, 5.942 estão totalmente recuperadas, registrando uma taxa de cura de 98,34%. 

     Sobre a questão, Lilian afirmou que a vacinação também interfere diretamente nesses números. “A maioria das pessoas que internam com Covid conseguem se recuperar, e isso também é por conta da vacinação, além de todo o trabalho das equipes. Não é somente o cuidado individual que tem de ser mantido, mas a vacinação também, pois veio para agregar e é fundamental nessa briga contra o vírus”, finalizou a Pneumologista. 

 


MAIS NOTÍCIAS