Saúde


Hospital Tacchini implanta projeto Farmácia Mobile

Com a aplicação, instituição de saúde deixará de utilizar cerca de 50 mil folhas
03/11/2021 Portal Adesso - Foto: Divulgação/Hospital Tacchini

     Pensando em melhorar a gestão da dispensação dos medicamentos, o Hospital Tacchini, de Bento Gonçalves, está implementando a Farmácia Mobile. O aplicativo é capaz de trazer mais controle e agilidade ao processo, além de reforçar a segurança dos pacientes.

     Com a aplicação da Farmácia Mobile, o Tacchini deve reforçar seu compromisso com a sustentabilidade ao deixar de utilizar mensalmente cerca de 50 mil folhas, onde as prescrições eram impressas, além de economizar com o custo de impressões e o aluguel de equipamentos.  “A tecnologia aplicada faz com que consigamos colocar mais uma barreira de checagem visando a segurança do paciente. Só isso já seria motivo suficiente para implantação do projeto, mas conseguimos agregar ainda agilidade e sustentabilidade, o que é maravilhoso”, afirma a farmacêutica líder do Tacchini, Diana Bruscato.

     Com o projeto, o Tacchini dá mais um passo em direção ao Hospital Digital, um conceito de assistência à saúde que permite otimizar tempo, processos e recursos a partir da adoção de ferramentas de TI (tecnologia da informação). O hospital 100% digital dispensa o uso de papel. A troca de informações é feita digitalmente, além de contar com a integração entre sistemas internos e externos, entre outras particularidades.

Como funciona o Farmácia Mobile

     Para entender a revolução pela qual a farmácia interna do Hospital Tacchini está passando, primeiro é preciso saber como funcionava a rotina até então. A prescrição médica regular de cada paciente era dividida por três, respeitando os horários (manhã, tarde e noite) de cada medicamento e levando em conta os turnos de trabalho da equipe de enfermagem responsável por aplicar a medicação. 

     Além disso, qualquer outro tipo de medicamento receitado pontualmente, para combater dores ou desconfortos, por exemplo, gerava mais uma receita. Ou seja, a internação de cada paciente do hospital gerava uma demanda de, no mínimo, três impressões diárias, que eram invariavelmente descartadas após a aplicação dos medicamentos. 

     Com o novo sistema, todo o processo foi digitalizado. O prontuário receitado pelo médico é recebido na farmácia hospitalar em um Palmtop, uma espécie de celular equipado com leitor de código de barras. O profissional separa cada um dos itens e, a partir da leitura do código de barras, o próprio sistema já atualiza o estoque. 

Melhora na internet

     Para o controle eficiente, é essencial que os processos operacionais funcionem adequadamente e que sejam apoiados por ferramentas tecnológicas que otimizem o trabalho dos profissionais. Para viabilizar o projeto da Farmácia Mobile, o Tacchini investiu na melhora de sua rede wi-fi, uma vez que toda a operação é realizada via internet. 

     Em 2022, o projeto da Farmácia Mobile deve ser expandido também para a Central de Abastecimento Farmacêutico e as farmácias satélites do Tacchini, completando a digitalização do setor.


MAIS NOTÍCIAS