Geral


IBGE aponta queda de 2,1% no emprego na indústria do RS

09/08/2013 Correio do Povo

     Diferente do desempenho nacional, o emprego industrial apresentou queda de 2,1% no Rio Grande do Sul no mês de junho, de acordo com os dados divulgados nesta sexta pelo IBGE. A média nacional ficou estável na comparação com maio. Em relação ao panorama gaúcho, o resultado foi influenciado pelas quedas nos setores de calçados e couro (-11,6%), máquinas e aparelhos eletrônicos e de comunicações ( -21,5%), vestuário (-14,9%), máquinas e equipamentos (-2,3%), e produtos têxteis (-11,2%). 

     Apesar do resultado estável em junho, no acumulado do ano, o emprego industrial teve queda de 0,7%. Dez dos 14 estados tiveram taxas negativas. Entre os setores, a maioria também teve desempenho negativo, 12 dos 18 pesquisados. Mais uma vez destaque para o Rio Grande do Sul, que acumula perda de 2,4% neste período, estando melhor do que Pernambuco (-7,8%) e Bahia (-4,9%).

     No país, a média de número de horas pagas aos trabalhadores da indústria ficou em -0,6%. O RS teve uma das maiores quedas entre os estados, registrando -2,2%. O resultado foi influenciado pelas quedas na indústria de calçados e couro, máquinas e equipamentos, máquinas e aparelhos eletrônicos e de comunicações, vestuário e produtos têxteis. O mesmo ocorreu no acumulado dos seis primeiros meses do ano. No panorama gaúcho a queda foi de 3,2%, seguido pela Bahia (-5,3%) e Pernambuco (-6,9%). Já os estados do Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná registraram altas neste período. 

     No mês de junho, a folha de pagamento teve recuo de 1,4%. O resultado vai contra as altas dos dois meses anteriores. No RS, a alta foi de 3,7%, tendo a contribuição das atividades de meio de transporte, minerais não metálicos e alimentos e bebidas. 

MAIS NOTÍCIAS