Política


Discussão e muito bate-boca em sessão da Câmara de Vereadores de Garibaldi

08/12/2015 Portal Adesso - Fotos: Delano Brandelli Pietta

     Na sessão Ordinária desta segunda-feira (07), três vereadores protagonizaram cenas fortes para quem estava acompanhando a reunião. André Busa (PMDB), Jorge Alberton (Prós) e José Bortolini (PDT), trocaram fortes acusações durante o espaço dedicado a tribuna popular.

     Tudo começou quando ao utilizar o tempo regimental André Busa, sem citar o nome de Alberton expôs o processo do vereador que está sendo investigado por assédio pela comissão de ética da câmara. Entusiasmado com o assunto, Busa ultrapassou seu tempo e precisou ser cortado pelo presidente da casa Jones Demari.

     Logo após os pronunciamentos de Eldo Milani (PMDB), Gilmar Antonietti (PT) e de Jones Demari PMDB, Jorge Alberton subiu à tribuna e tratou de colocar os “pingos nos is”, falando sobre alguns procedimentos equivocados da comissão de ética e também fazendo graves acusações contra vereadores. Sem mencionar os nomes, Alberton afirmou que um vereador de Garibaldi estaria envolvido em roubo de óleo Diesel na comunidade de Marcorama, furto de peixes em açude na mesma comunidade e outro praticando assedio contra servidora pública municipal, que pediu para ser transferida de setor.

    Durante as acusações de Alberton André Busa interferiu e os dois começaram um bate-boca, onde Busa dizia que só queria saber a verdade e Jorge Alberton o mandava Calar a Boca. Mais uma vez, o presidente Jones Demari precisou interferir alertando André que não podia interromper outro colega na tribuna.

     Por fim, o vereador José Bortolini, conhecido como Zé da Patrola, também entrou no clima e criticou o comportamento de Alberton que segundo ele “quer aparecer como bonzinho perante a comunidade”. Zé, cedeu seu espaço para Busa que voltar a atacar Alberton lendo um texto em que eram mencionadas palavras de baixo calão. Após todo este confronto alguns projetos que estavam na pauta foram votados, porém, nenhum foi questionado. Todos foram aprovados de forma unanime. 

 

 

MAIS NOTÍCIAS