Saúde


Suspensão de cirurgias eletivas no hospital de Farroupilha completa um mês

10/05/2016 Rádio Gaúcha Serra - Foto: Divulgação

     O Hospital Beneficente São Carlos está desde o dia 11 de abril sem marcar cirurgias eletivas por conta do atraso no pagamento de médicos anestesistas e cirurgiões. Na última sexta-feira (6), a direção do hospital de Farroupilha apresentou uma proposta para cerca de 20 profissionais de anestesiologia para o parcelamento da dívida de R$ 300 mil e para reavaliar a tabela de pagamento. A resposta dos profissionais é fundamental para a retomada dos atendimentos.

     O segundo passo é negociar com os cirurgiões. Uma reunião com cirurgiões gerais foi marcada para esta terça-feira (10), às 11h, no hospital, com o objetivo de apresentar uma proposta semelhante a que foi levada aos anestesistas. A direção do São Carlos espera agendar ainda nesta semana uma reunião com os cirurgiões ortopedistas.

     De acordo com o diretor geral do Hospital São Carlos, Francisco Isaias, mais de 100 cirurgias deixaram de ser feitas desde que o serviço foi cancelado aos pacientes de 12 municípios para qual a instituição é referência. As cirurgias emergenciais seguem sendo realizadas no hospital. São até 150 por mês.

     Ainda conforme Isaias, o hospital enfrenta dificuldades desde agosto de 2014. De lá até dezembro de 2015, o atraso de repasses do governo estadual foi de R$ 14 milhões. De outubro do ano passado até agora, são R$ 700 mil comprometidos pela Secretaria Estadual da Saúde que ainda não chegaram ao hospital, segundo o administrador. O diretor do hospital diz que a dívida do São Carlos com terceiros e serviços médicos é de aproximadamente R$ 2 milhões.

 

MAIS NOTÍCIAS