Eventos/Cultura


Desorganizado e ingressos a R$ 110, inicia o Festiqueijo em Carlos Barbosa

02/07/2016 Portal Adesso - Foto: reprodução

     Na abertura, dezenas de políticos e convidados da administração municipal aproveitaram a gratuidade e desfrutaram os queijos, vinhos e espumantes do evento.

     O festival que é considerado um dos símbolos de Carlos Barbosa tem gerado muitas histórias e até contrariedade por parte da comunidade barbosense.

     A primeira polêmica, foi a troca do presidente do festival, que filiado ao partido do atual prefeito Fernando Xavier da Silva (PDT), deixou o cargo para possivelmente disputar as eleições de outubro. Outro presidente teve que ser empossado, faltando pouco mais de um mês para o início dos trabalhos.

     Vários questionamentos estão sendo feitos por algumas lideranças da comunidade, um deles, diz respeito a decoração e a divulgação do evento que nesta edição foi feita de forma precária. As tradicionais vaquinhas espalhadas pelas ruas de Carlos Barbosa foram cedidas por uma entidade e não pelo município: “Parece que eles apenas preocupados com a eleição de outubro e não com a cidade”, comentou um empresário que prefere não ser identificado, e já fez parte da diretoria do festival em anos anteriores.

     No trevo de Carlos Barbosa, outra amostra da falta de organização do festiqueijo 2016. O local que já teve um enorme queijo e uma faca que chamavam atenção de quem circulava pelo local, deu lugar a uma simples placa que pouco é percebida.  

     Já os valores dos ingressos, também estão elevados, sendo que o preço cobrado nas sextas-feiras e domingos são de R$ 100,00 e aos sábados fica em R$ 110,00.

     Conforme o ex- membro da diretoria, a desculpa da desorganização e do valor elevado do ingresso é a crise: “É mais fácil achar culpados do que admitir a incompetência. È uma pena, quem perde é a cidade”, garantiu ele.

     O Festiqueijo 2016, acontece de 01 a 31 de julho no salão paroquial de Carlos Barbosa.

 

 

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS