Trânsito


Em Bento, pagamento da zona azul será por aplicativo. Já em Garibaldi, serviço é péssimo

08/09/2016 Portal Adesso

     Diferença na qualidade do serviço em estacionamento rotativo nas duas cidades é gritante. Enquanto Bento Gonçalves lançará aplicativo, Garibaldi possui máquinas ultrapassadas e em péssimas condições.

     No próximo dia 15, motoristas de Bento Gonçalves que desejarem pagar a tarifa de permanência no estacionamento em zona azul, terão uma facilidade. Disponível para os sistemas Android e Iphone (IOS), a aplicativo faz com que o usuário não necessite mais se dirigir até o parquímetro para fazer o pagamento e retirar o ticket, ele poderá fazer tudo isso pelo aparelho celular.

     Para realizar o pagamento, o motorista precisa se cadastrar e inserir um número de cartão de crédito. Também é possível comprar créditos na loja da RekParking, que opera o serviço, via cartão de crédito ou boleto bancário para usar a modalidade pré-paga.

     A inovação em Bento, contrasta com o estacionamento rotativo que existe em Garibaldi, onde todos os dias é possível encontrar pessoas reclamando do serviço. As máquinas instaladas em Garibaldi, constantemente estão sem funcionar e rejeitam várias moedas, fazendo com que o motorista tenha transtorno e perca tempo na hora de retirar o ticket que muitas vezes sai com impressão falhada.

     Nesta quinta-feira, funcionários da Prefeitura Municipal de Garibaldi pintaram alguns pontos do meio fio na área azul do centro da cidade. Seu Antônio Silva, que tentava retirar seu ticket na péssima máquina localizada na esquina da Avenida Independência com a Travessa Raul Cisilotto (foto), se queixou para nossa reportagem. “O que adianta pintarem o meio fio, se está “porcaria” de máquina não funciona? Já é a terceira vez que minhas moedas voltam”, disse o aposentado morador do bairro São Francisco.

     O problema e as queixas da comunidade com relação a área azul são frequentes, vão desde o atendimento prestado pelos “azuizinhos” quanto a falta de condições dos parquímetros. No ano passado, vereadores questionaram o contrato feito entre município e empresa prestadora do serviço, mas nenhuma melhoria foi feita e o contrato cancelado. Aliás, o serviço em Garibaldi também é muito inferior ao de Carlos Barbosa, onde as maquinas sao em perfeitas condições. 

 

MAIS NOTÍCIAS