Política


Extraordinária para votar salários dos Vereadores, Prefeito, Vice e Secretários em Garibaldi

28/12/2016 Portal Adesso - Foto: Arquivo / Portal Adesso

     Projeto prevê que prefeito receba R$ 16.357,19, Secretários R$ 6.749,77 e vereadores 3.711,0. Já o presidente da Câmara R$ 5.046,88.

     Após a aprovação da Taxa de Iluminação Pública, projeto polêmico que ainda está repercutindo na comunidade, os vereadores de Garibaldi, se reúnem nesta quinta-feira (29), às 9h da manhã para outra sessão extraordinária, desta vez, para votar os subsídios (salários) do prefeito municipal, vice-prefeito, secretários do município e vereadores.

     Em muitas câmaras de vereadores, os projetos que discutem os subsídios para futuras legislaturas são enviados na metade do ano ou logo após as eleições, estranhamente, aqui em Garibaldi ele está sendo enviado faltando apenas três dias para o fim da legislatura. Se não for votado, nenhum agente político eleito poderá receber salário no próximo ano.

     Vereadores da oposição afirmam que isso foi uma falha da mesa diretora da câmara e que o tribunal de contas irá apontar este atraso da votação, podendo até gerar uma multa. Mesmo assim, a oposição não confirma se vai apresentar uma emenda ao projeto para diminuir os valores do subsidio.

     A boa notícia é que o projeto apresentado não reajusta os salários, isto é, vão continuar igual sem nenhum reajuste.  O valor do salário do vereador da próxima legislatura será de R$ 3.711,01. Já o presidente da Câmara receberá o valor de R$ 5.046,88. Os secretários municipais da administração 2017/2020 receberão salários de R$ 6.749,77. O prefeito terá um salário de R$ 16.357,19. Já o vice-prefeito receberá um vencimento equivalente a 50% do valor do prefeito, ou seja, R$ 8.178,60. 

 

 

MAIS NOTÍCIAS