Esportes


Por falta de recursos, Bento Vôlei suspende projeto social

01/04/2017 Informações da Rádio Gaúcha Serra - Foto: Arquivo Prefeitura de Bento Gonçalves

     Foi suspenso neste sábado (01), o projeto Sacada Solidária, que era mantido pela equipe Bento Vôlei. A decisão foi motivada pela falta de repasses para a iniciativa que conta com recursos destinados por empresas e que passam pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica). As verbas foram captadas, mas o presidente do Bento Vôlei, Marcos Paulo Machado, diz que o edital lançado no ano passado pela prefeitura de Bento Gonçalves não estava adequado a uma nova legislação federal, criada em 2014 com prazo para que os Executivos Municipais se enquadrassem até janeiro deste ano.

     A lei trata do regime de parceria entre a administração pública e Organizações da Sociedade Civil para apresentação e liberação de recursos. A retenção dos recursos desde o início do ano afeta o financiamento do projeto.

Parte dos funcionários estão sem receber salários há dois meses. Sem previsão para que o impasse seja resolvido, o Bento Vôlei dispensou 12 professores, estagiários e coordenadores na sexta-feira (31). Os recursos captados para 2017 são na ordem de R$ 550 mil destinados ao Sacada Solidária. Conforme Machado, outros R$ 150 mil são reservados para outros projetos sociais, por meio do Comdica. Além das oficinas de vôlei, o Sacada Solidária oferece alimentação, aulas de inglês e informática a crianças com idade entre 8 e 14 anos em situação de vulnerabilidade social. O trabalho é realizado em 11 núcleos, abrangendo cerca de 700 crianças de 40 bairros.

     A prefeitura de Bento Gonçalves se manifestou na sexta-feira sobre o assunto. Em nota,o secretário-adjunto de Finanças de Bento Gonçalves, Heitor Tartaro, diz que o Estatuto do Bento Vôlei e o Município ainda precisam passar por adequações para que os repasses sejam efetuados. 

 

 

MAIS NOTÍCIAS