Política


Em Farroupilha, justiça suspende Comissão de Ética que analisava vereadora

04/07/2017 Portal Adesso - Com informações do Pioneiro.com
Anterior Próximo

     Processo havia sido aberto depois que a vereadora Eleonora Broilo (PMDB) se referiu aos nordestinos como corruptos na sessão do último dia 22 de maio.

     A juíza Claudia Bampi concedeu liminar em que suspende o trabalho da Comissão de Ética instaurada pela Câmara de Vereadores de Farroupilha para apurar a conduta da vereadora Eleonora Broilo (PMDB).

     No entendimento da juíza, pontos do decreto-lei 201/67 foram desrespeitados no processo administrativo. O despacho cita que o artigo 5ª dessa legislação determina que o vereador responsável pela denúncia não pode integrar a comissão processante.

     Dos sete vereadores que pediram abertura da investigação, quatro integram a Comissão. Um deles é o presidente da Comissão Thiago Brunet (PDT) e o outro é o relator Tiago Ilha (PRB).

     "No caso, comissão processante e acusação se confundem, o que não é admitido pela lei", afirmou a juíza. A Câmara de Vereadores informou, por meio da assessoria de imprensa, que aguarda notificação para se manifestar.

     Como a decisão é liminar, o mérito do caso ainda será analisado.

 

 

MAIS NOTÍCIAS