Economia


Mesmo com crise, setor moveleiro respira aliviado no semestre

31/07/2017 Insider2 Brasil

    Apesar da instabilidade na economia do País e do recuo de 9,3% no mês de junho, as exportações brasileiras cresceram no primeiro semestre de 2017, e tendem a evoluir até o final do ano.

     No acumulado de janeiro a junho, o montante ficou em US$ 301,40 milhões, o que representa alta de 6,2% em relação ao mesmo período de 2016. Em âmbito nacional, em junho, o setor moveleiro somou US$ 51,8 milhões, frente aos US$ 57 milhões alcançados em maio. De acordo com os dados do IEMI, desenvolvidos com base nas informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior – MDIC, os países destino das exportações brasileiras são Estados Unidos (25,3%), Argentina (10,6%), Reino Unido (9,8%), Peru (7,3%) e Uruguai (7,2%).

     No Rio Grande do Sul, junho apresentou queda de 6,8%, chegando a US$ 14,2 milhões. Em maio, foi de US$ 15,2 milhões. Santa Catarina continua liderando o ranking nacional dos estados que mais exportaram, com 36,3%. O Rio Grande do Sul permaneceu em segundo lugar, com 27,5%, seguido pelo Paraná, 16,2%, São Paulo, 12,7%, e Minas Gerais, 2,9%.

     Somente em Bento Gonçalves, o setor moveleiro faturou R$ 1,81 bilhões entre, aproximadamente, 300 empresas do segmento. A indústria totaliza no município 300 empresas e 6,44 mil empregos gerados. Dentro da indústria de transformação, a área moveleira é a que mais emprega. 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS