Polícia


Irmã é a principal suspeita do 15º homicídio registrado em Bento

09/08/2017 Rádio Difusora 890

     O delegado Álvaro Pacheco Becker titular da 2º DP da Polícia Civil de Bento Gonçalves concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, para tratar das investigações do caso Aparecida de Fátima Marin Bitencourt, de 44 anos, que foi encontrada morta dentro de seu apartamento no bairro São Francisco na tarde da última terça-feira (08).

     Segundo Becker a principal suspeita do crime é a irmã da vítima que residia com a mesma e está desaparecida, desde a semana passada, “digamos que ela (a irmã) seja a primeira da lista, estamos com essa linha de investigação e esperamos que, se for ela, ela se apresente para que a gente consiga esclarecer o mais rápido possível. Se confirmado a autoria do crime, será qualificado o homicídio em Sororicídio, que é o ato de matar a própria irmã

     A Polícia tenta descobrir o paradeiro da suspeita para ouvi-la, porém se as investigações comprovarem o envolvimento da irmã no crime um pedido de prisão preventiva deve ser feito pela Polícia, no caso de a mesma não se apresentar para ser ouvida.

     Na última terça a suspeita teria ligado para outra irmã, residente em Caxias do Sul e avisado que “algo de grave teria acontecido” com a vítima e a orientou a dirigir-se ao apartamento das duas, onde o corpo foi encontrado.

     Ainda segundo o delegado não foram encontrados registros de violência doméstica entre a vítima e sua irmã nos arquivos da Polícia Civil, porém na semana passada a Brigada Militar teria atendido uma ocorrência de desentendimento envolvendo a suspeita em seu apartamento “sabemos que a semana passada ocorreu uma briga e que a Brigada foi chamada e que a gente está tentando saber o que ocorreu nessa briga. Até o momento a gente não conseguiu encontrar nos registros outros casos de envolvimento entre elas, tirando essa da semana passada”. Ele ainda destacou a importância da resolução do caso “é um crime que abalou a cidade pelas circunstâncias e como foi encontrado o corpo”.

     Nos próximos dias a outra irmã e a zeladora que encontraram o corpo de Aparecida devem ser ouvidas, assim como outros familiares , vizinhos e também os policiais que atenderam a ocorrência.

 

 

MAIS NOTÍCIAS