Polícia


Psicóloga explica o que leva pessoas a caírem no Golpe do Bilhete

11/08/2017 Portal Adesso - Foto: Ilustração

     Nos últimos dias, três casos foram registrados. Um em Bento Gonçalves e dois em Garibaldi. Golpe do sequestro, do bilhete premiado e outras facilidades são utilizados para extorquir dinheiro. Mas com tanta informação, por que ainda há pessoas que caem nestes golpes?

     A equipe do PORTAL ADESSO foi em busca de uma resposta e procurou uma psicóloga para tratar sobre o assunto. Conversamos com a psicóloga Luciane Rippel, que é presidente da Associação dos Psicólogos de Carlos Barbosa e Garibaldi – SerPSI.

     De acordo com Luciane, a vontade de obter algo com facilidade e pouco compromisso, faz com as pessoas percam seu sentido de razão. “Quem aplica o golpe, desenvolve um discurso que atinge o ponto de fantasia das vítimas e elas não conseguem voltar para a realidade”, explicou.

     Ela ainda diz que muitos golpes se firmam no sentimento de solidariedade, quando as vítimas são abordadas com pedidos de ajuda. Outra influência é a presença de crianças e de pessoas aparentemente humildes.

     Para prevenir este tipo de extorsão, é importante manter-se sempre atualizado sobre os casos. A psicóloga destaca que quando se é interceptado por um sujeito que, possui discurso duvidoso, o essencial é ligar ou entrar em contato com algum familiar ou amigo, para dividir a novidade e ouvir a opinião do mesmo. 

 

 

MAIS NOTÍCIAS