Economia


CIC-BG apresenta resultados da Revista Panorama Socioeconômico

23/10/2017 Portal Adesso - Foto: Divulgação

     Professor Fabiano Larentis, responsável pela pesquisa, mostrará que, apesar da crise, Bento subiu um degrau no PIB Gaúcho, sendo agora a 13ª maior economia do Rio Grande do Sul.

     A pesquisa Panorama Socioeconômico, foi apresentada em reunião almoço no Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves nesta segunda-feira (23). Em sua 46ª edição, indicou que, apesar da previsível constância nos dados econômicos da cidade, há números alentadores quando analisados de maneira isolada. Um deles, por exemplo, apresenta Bento Gonçalves um degrau acima no ranking do PIB gaúcho –agora na 13ª posição –, e embora tenha registrado nova queda no faturamento –7,5% –, são dígitos quatro pontos percentuais menores em relação ao divulgado pela edição passada da revista – de 11,5% (dados do PIB com base 2014).

     A pesquisa é resultado do trabalho desenvolvido em parceria entre o CIC-BG, e a Universidade de Caxias do Sul (UCS), que anualmente radiografam as forças econômicas do município com base nos dados do ano anterior colhidos juntos a órgãos oficiais, numa compilação de dados que se aproxima da quinquagésima edição. Entretanto, de maneira geral, ainda há índices que preocupam, já que por mais um ano todos os segmentos da economia bento-gonçalvense acompanharam o cenário de retração nacional, com redução real de 7,9% na indústria, de 5% no comércio e de 9,5% nos serviços. “Há uma dependência do município em relação à indústria, levando em conta inclusive seu peso e influência sobre os setores do comércio e dos serviços.

    A indústria é o segmento da economia que mais tem sido impactado negativamente nos últimos anos, situação intensificada a partir de 2015 com a recessão nacional, que começou a dar seus primeiros sinais de término neste ano”, analisa o professor Fabiano Larentis, integrante da equipe que coordenou o estudo. 

Outras informações relevantes

• A participação da indústria, comércio e serviços permaneceram em patamares semelhantes a 2015: 62%, 22% e 16%

• O volume de empregos, de forma geral, caiu 3,6% no ano passado, o que representou 1,6 mil a menos em termos absolutos, com contribuição principalmente da indústria e construção civil.

• O município ocupa no Estado a 5ª posição quanto ao número de empresas exportadoras e a 6ª posição quanto ao número de empresas importadores;

• O número de estabelecimentos apresentou uma queda de 2,4%, passando de 14.928 para 14.573. Pessoas Jurídicas passaram de 10.752 para 10.351 (-3,7%) e MEIs de 4.176 para 4.222 (+1,1%);

• O PIB per capita de Bento Gonçalves é o 4º dentre os municípios com mais de 100 mil habitantes;

• O município apresenta o 8º maior volume de depósitos bancários à vista, o 8º maior volume de operações de crédito e o 6º maior volume de poupança dentre os municípios gaúchos;

• O Índice de Desenvolvimento Socioeconômico– IDESE/FEE-RS (2014 – dado mais recente) ocupa a 10ª colocação no RS e a 1ª dentre os municípios com mais de 100 mil hab.

 

MAIS NOTÍCIAS