Geral


Durou menos de um ano os voos comerciais entre Bento Gonçalves e Porto Alegre

25/10/2017 Portal Adesso - Foto: Difusora 890

     Implementação da linha para capital tinha como foco o incremento do turismo empresarial

     Um ano depois da inauguração, e um grande investimento do Poder Público, Municipal e Federal, na estrutura da pista do aeródromo de Bento, facilitando a vinda de empresários e também permitindo a vinda de um público com maior poder aquisitivo, expectativa era aumentar o turismo de negócios na Capital do Vinho. Não precisando se deslocar da vizinha Caxias do Sul. A situação, contudo, é bem diferente do que foi planejado.

     Segundo informações do aeroclube da cidade, a empresa Air Sul, que inicialmente operava a linha Bento Gonçalves – Porto Alegre deixou de funcionar pouco tempo depois. A reportagem do PORTAL ADESSO tentou contatar a empresa, porém, não conseguiu falar com nenhum representante.

     Conforme o Secretário de Desenvolvimento Econômico de Bento Gonçalves, Sílvio Pasin, a linha área precisou ser desativada  por conta de problemas técnicos. Segundo o titular da pasta, há exigências por parte dos órgãos reguladores. “Faltam detalhes a serem contemplados tanto técnicos quanto burocráticos. Até lá não poderemos operar uma linha regular”, explica Pasin.

     Estrutura do aeródromo

    Antes da reforma a pista tinha um quilômetro de comprimento por 18 metros de largura. Com o novo formato, a extensão passou para quase 1.387 metros de comprimento e 23 metros de largura. Foi preciso que o Aeroclube cedesse sua área à União, para que fossem liberados R$ 2 mi para a execução do projeto. Prefeitura e iniciativa privada fizeram um aporte de R$ 1,9 mi para a obra.

 

 

MAIS NOTÍCIAS