Geral


Reajuste abaixo da média nas escolas particulares de Garibaldi e Carlos Barbosa

21/12/2017 Portal Adesso - Foto: Divulgação

     Expectativa é que no próximo ano instituições particulares elevem suas mensalidades em 7,5%

     Conforme o levantamento feito Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul – Sinepe, as escolas privadas terão reajuste médio de 7,5% nas mensalidades em 2018. A pesquisa foi realizada com 110 instituições associadas em todo o Estado ao longo do mês de novembro.

     O PORTAL ADESSO contatou as instituições particulares de Garibaldi e Carlos Barbosa. Segundo informações das mesmas, os reajustes ficarão abaixo da média estadual, em torno de 5%. Mesmo com percentual, as escolas garantem que será possível manter o padrão de ensino além de ampliar as atividades.

     O presidente do entidade Sinepe/RS, Bruno Eizerik, afirma que os custos com o pessoal são o principal fator na composição da mensalidade, seguido dos investimentos previstos pela instituição de ensino. "As instituições seguem critérios legais para o reajuste, com base na sua planilha de custos, que varia de acordo com os serviços que ela oferece e o investimento previsto."

     Conforme o estudo realizado pelo sindicato, os resultados mostram que o percentual médio de aumento de custos em 2017 foi de 9,3%, e a previsão para 2018 é de 8,2% - mais alto que a média de reajuste das mensalidades. Para 43,6% das instituições respondentes, a alta dos custos ao longo de 2017 foi maior do que a previsão feita no final de 2016.

     O gasto com pessoal esteve no topo da lista em 2017 e continuará no próximo ano, com o comprometimento de cerca de 2/3 do orçamento. Seguem o ranking os custos com infraestrutura e contas públicas.

 

 

MAIS NOTÍCIAS