Polícia


Mesmo com forte cerco na região, dois bandidos conseguem fugir

09/02/2018 Portal Adesso - Foto: PRF

     Eles sequestraram e fizeram de refém casal de agricultores em Garibaldi e obrigaram a levá-los até a região metropolitana

     Mais de 80 policiais da Brigada Militar (BM), da Polícia Civil (PC) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de pelo menos sete cidades da região (Bento Gonçalves, Garibaldi, Veranópolis, Carlos Barbosa, Caxias, Monte Belo do Sul, Santa Tereza) foram empregados no cerco e na captura do grupo que atacou um carro-forte na terça-feira (6), na BR-470, em Bento Gonçalves.

     Porém, mesmo com todo o cerco, no qual três helicópteros estão sendo empregados, dois integrantes do bando conseguiram fugir pela região. Os marginais (possivelmente a dupla que conseguiu fugir em uma Montana furando o bloqueio policial em Monte Belo do Sul) fez uma família de refém em Santo Antônio do Araripe, no interior de Garibaldi.

     Os bandidos abordaram o casal no salão da comunidade e amarraram as vítimas. Na ação, a dupla afirmou que queria o caminhão, mas o proprietário disse que não entregaria, mas se ofereceu para levar onde os marginais quisessem. Os assaltantes chegaram a um acordo, sendo que um deles foi até o meio do mato buscar uma sacola com armas e munição, incluindo um fuzil.

     O agricultor levou os dois até Barão, após Montenegro e por fim, em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre. No destino, os criminosos deram R$ 12, ao casal alegando ser o único valor que possuíam. Eles também contaram que se esconderam em matas da região e se alimentaram consumindo uvas.

     Até agora, três homens foram presos e dois fugiram. A estimativa é que o bando seja integrado por oito assaltantes. Os presos Fernando Toledo Bastos, Marcelo Veloso da Silveira e Luigi Pereira da Silva, estão no Presídio Estadual de Bento Gonçalves.

     As buscas já duram mais de 50 horas. A polícia acredita que mais três fugitivos estão escondidos. 

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS