Saúde


Bento Gonçalves: Projeto Acompanha Bebê é premiado

07/11/2013 Imprensa Prefeitura de Bento Gonçalves

     O objetivo do "Acompanha Bebê", implantado desde 2010, é desenvolver ações de vigilância à saúde das crianças no primeiro ano de vida. "O programa permite um acompanhamento não só quando a criança está doente, mas praticamente mensal, para que não hajam intercorrências de outros problemas de saúde", explica a coordenadora da Atenção Básica, Loremari Sberse. 

     A criança começa a ser acompanhada pelo programa desde o momento do nascimento. Profissionais ligados ao Setor da Saúde da Criança fazem a captação da ficha de Declaração de Nascido Vivo (DN) no Hospital Doutor Bartholomeu Tacchini, onde funciona o único centro obstétrico do município, e a redistribuem para as Unidades de Saúde. De posse da ficha é possível conhecer as características das crianças recém-nascidas moradoras no município e identificar as vulneráveis e de risco, dirigindo-lhes ações específicas.

     Todos as crianças nascidas por partos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) - cerca de 800 por ano - são atendidas."É um programa que tem um custo muito pequeno para tantos braços e que dá tantos resultados e de forma imediata", salienta. Além de orientações para a mãe em questões gerais como o aleitamento materno, é realizado agendamento do teste do pezinho enquanto o bebê ainda está no hospital. "Estamos entre os municípios que mais captam no dia adequado para o teste de pezinho, graças ao programa. Outro benefício é que com um maior índice de crianças em acompanhamento, as vacinas também são realizadas em dia", complementa.

     Para fins de avaliação, considera-se como uma criança acompanhada aquela que comparecer a, no mínimo, sete consultas no primeiro ano de vida, sendo que a primeira deve ser anterior aos 15 dias de vida, depois aos 30 dias, dois, quatro, seis, nove e 12 meses de vida. Para o próximo ano, com a implantação da Rede Cegonha, do Ministério da Saúde, a expectativa é aumentar a acompanhamento das crianças até os dois anos de idade.

     Os projetos premiados, que foram escritos este ano, foram conhecidos durante solenidade de premiação realizada nesta terça-feira, dia 5 de novembro, no Teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa. A comissão julgadora do Prêmio Gestor Público é formada por representantes de 13 entidades gaúchas, entre elas a Ajuris, PGQP, Fecomércio, Famurs, Serpro,Governo do Estado, Sindifisco-RS e Afisvec.

MAIS NOTÍCIAS