Geral


Trabalhadores do Moinho da Isabela participam de audiência nesta semana

13/03/2018 Portal Adesso - Foto: Arquivo

     Segundo presidente do Sitracom de Bento Gonçalves, carteiras de trabalho, já teriam sido entregues. A polêmica com relação aos pagamentos atrasados dos trabalhadores, contratados para a construção do moinho da Isabela,estão longe de terminar. Após terem feitos protestos e reuniões com a S&N Engenharia, o grupo optou por levar o caso à justiça.

     O PORTAL ADESSO, entrou em contato com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves – Sitracom, Ivo Vailatti, para ter conhecimento da situação atual.

     Segundo Vailatti, as carteiras de trabalho, já foram entregues juntamente com o encaminhamento para o seguro desemprego e, o saque do fundo de garantia do tempo de serviço - FGTS. As pendências restantes, seriam o acerto refere à recisão dos contratos, além dos salários atrasados desde dezembro de 2017.

     Nesta semana, irão ocorrer as primeiras audiências com os trabalhadores e as empresas, para tratar as questões pendentes.

 

Entenda o Caso:

     Cerca de 76  funcionários que trabalharam na construção do Moinho Isabela reivindicaram salários atrasados em Bento Gonçalves. A situação envolve um impasse entre M Dias Branco e SN Engenharia. Os servidores reivindicam pagamentos referentes a benefícios, bem como complemento dos salários relativos ao mês de novembro e pagamento de dezembro.

     Pertencente ao grupo M Dias Branco, a Isabela investe quase R$ 200 milhões na construção de um novo moinho e duas linhas de produção de biscoitos e massas. As obras de fundação começaram no final de 2015 com previsão de duração de dois anos em meio. 

 

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS