Política


Chapa Quente: PMDB e PDT trocam acusações na Câmara de Carlos Barbosa

24/04/2018 Portal Adesso - Foto: Montagem/Portal Adesso

     Vereadores da Coligação do prefeito Evandro Zibetti (PMDB) trocam farpas durante a sessão da Câmara Municipal. Líder do governo, Enio Grolli (PDT) falou sobre boicote contra subprefeito. Defendendo o PMDB, Luciano Baroni e Denir Gedoz, usaram palavras fortes contra o PDT.

     Pela segunda sessão consecutiva na Câmara de Vereadores de Carlos Barbosa, os vereadores da situação e base de sustentação do governo Zibetti (PMDB/PDT) se desentendem. Eles provocaram uma guerra de palavras na tribuna. O motivo do desentendimento, é o pedido de exoneração do subprefeito da comunidade de Arcoverde, que segundo o vereador Grolli, foi boicotado.

     Com planilhas em mãos, Luciano Baroni (PMDB) subiu na tribuna dizendo e mostrando números que segundo ele, provam que a manutenção nas estradas de Arcoverde está sendo feita. A planilha, teria sido fornecida pelo vice-prefeito Roberto Da-Fré (PDT). Baroni afirmou que buscou informações no Poder Executivo, e que isso tudo estava ocorrendo, pois, forças ocultas estariam forçando o desentendimento entre as duas siglas. “O termo boicote é absolutamente desnecessário. As palavras do vereador Enio causaram desconforto muito grande na secretaria de agricultura”, disse Luciano Baroni.

     Não gostando do que ouviu de Baroni, o vereador Enio Grolli (PDT) pediu aparte e disse: “Eu respeito a opinião do colega vereador, mas se tivessem maquinas funcionando, era certo que o subprefeito ainda estaria trabalhando. Eu moro lá, eu vivo lá, e não tinha máquinas trabalhando. Não adianta ter planilha se não pratica não funciona”, afirmou.  

     Ainda bravo, Grolli respondeu ao comentário de que ele estaria fazendo esta denúncia a mando de alguém, pois Baroni falou de forças ocultas. “Ninguém coloca palavras na minha boca. Não adianta dizer que tem gente que quer derrubar PDT ou PMDB. Isso nunca passou pela minha cabeça. Ninguém diz para mim o que eu tenho que fazer... Se algum dia alguém vier aqui e me disser o que eu tenho que fazer, pego e deixo a vaga para o suplente e vou para casa”, ressaltou Grolli.

     Antes de encerrar sua manifestação na tribuna, Baroni ainda respondeu: “Não estou dizendo que alguém mentiu ou não mentiu. O que estou mostrando são planilhas. Agora, se é verdade e alguém fraudou estas planilhas, aí é crime ”, afirmou Baroni que é presidente municipal do PMDB.

“Será que alguém está tentando atrapalhar o trabalho do vice-prefeito Beto como fizeram com o vereador Rafael? ”, diz Denir

     O vereador e ex-presidente da Câmara de Carlos Barbosa, Denir Gedoz (PMDB), subiu na tribuna e tratou de responder a polêmica atirando contra o PDT.  “Quem fez as planilhas apresentadas foi o vice-prefeito Beto, do partido do vereador Enio. Então, ele está querendo dizer que o vice-prefeito está mentindo? Eu não posso acreditar nisso”, disse Denir respondendo a Grolli ,que anteriormente havia afirmado que as planilhas não funcionam.

     Denir também chamou o ex-subprefeito de incompetente, pois segundo Denir, as planilhas apresentam números do trabalho realizado e o subprefeito não teria conferido para dizer que é boicote. “As máquinas estavam lá. Se ele não viu, ou no mínimo ele não estava e não viu as máquinas saindo do pátio”, questionou o vereador do PMDB.

     Gedoz, demonstrando estar ligado nas redes sociais, afirmou que viu uma publicação do vereador Grolli postada em rede social no dia 06 de abril. Nela, o  veredor do PDT estava acompanhando os trabalhos da máquina. “Como a máquina está parada a 60 dias? Boicote agora? Aqui estão os números”, completou Denir.

     Denir Gedoz ainda disse: "Tem alguém querendo desestabilizar o governo. É isto que o PDT está fazendo com o próprio vice-prefeito? Estas denúncias que traz nesta casa com um vice do PDT. Será que alguém deve estar querendo atrapalhar o trabalho do Beto para que ele não cresça?  Para que ele não busque algo a mais? Para que ele não seja prefeito daqui a alguns anos, como fizeram com o vereador Rafael? Minha memória não me deixa enganar. O vereador Rafael foi vereador desta casa, muito cotado dentro do PDT, mas desistiu da política”, afirmou Denir.

     Finalizando sua tribuna Denir ainda esbravejou: “Se alguém pode pensar em boicote aqui é o PMDB, que teve uma subprefeita que andou um ano e meio com o carro dela para fazer o trabalho da subprefeitura do Forromeco. É muito preocupante as colocações do líder do governo aqui nesta casa”, concluiu.

“Roupa suja se lava em casa”.

     Assistindo quietos ao embate promovido pelos vereadores governistas do PDT e PMDB, os vereadores da oposição não gostaram das palavras da presidente da Câmara que afirmou que o embate era um “prato cheio para oposição”.

     O vereador Jurandir Bondan (PP), pediu aparte e disse: “Vi aqui acusações sérias, uma de que o ex-subprefeito era incompetente. Então, não deveria ter sido chamado para o cargo. Ouvi várias críticas de problemas que vinham acontecendo nos governos. Me parecem que vocês esquecem que nos últimos 20 anos quem governou foram vocês”, afirmou.

     Bondan ainda falou que não aceitava que colocassem culpa desta polêmica na oposição. “Quem levantou isso aqui não foi a oposição, foi o líder de governo. Se tem desgaste ou  não é o PDT e PMDB, o PP não tem nada a ver com isso, roupa suja se lava em casa”.

     Já o vereador Ari Batisti (PP), pediu aparte e falou: “Vocês não estão se entendendo. A briga é entre vocês, não acusem um terceiro. Deixam-nos fora e resolvam o problema de vocês”, afirmou.

 

 

MAIS NOTÍCIAS