Geral


Insegurança obriga comerciantes a contratarem segurança privada em Garibaldi

30/04/2018 Portal Adesso - Foto: Ilustração

     Após ser feito refém, sofrer agressões e ter seus produtos levados, comerciante optou pela segurança privada, como forma de prevenir novos assaltos.

     Alguns estabelecimentos comerciais de Garibaldi vem chamando a atenção pela contratação crescente de seguranças particulares. O PORTAL ADESSO conversou um destes lojistas, que preferiu não se identificar, sobre a utilização do serviço. Conforme o comerciante, a contratação da segurança privada ocorreu após uma dupla invadir seu estabelecimento e fazê-lo de refém, em fevereiro deste ano. Além de ser agredido, o homem teve mercadorias levadas.

     Apesar de sua loja estar situada no centro da cidade, o lojista afirma ter medo de que o caso se repita. Com isso, optou por investir cerca de R$1,5 mil por mês, com a segurança privada. Já o segurança contratado, conta que esta não é a primeira vez que realiza este serviço. Com uma empresa registrada há dois anos, o guarda conta que no ano passado, outros estabelecimentos em Garibaldi o contratam por alguns meses.

     “A falta de segurança, pode ser apontada como o principal motivo, que faz os coemrciantes buscarem meus serviços. Outro ponto que tenho notado, é a quantidade de pessoas que circulam pela cidade. Com isso, muitos lugares estão se prevenindo de possíveis ou novos assaltos”, conta.

     Procurados para comentar o caso, o responsável pela Brigada Militar de Garibaldi, Tenente Aurélio Oliveira e, o Secretário de Segurança e Mobildiade Urbana, Carlo Mosna, não se manifestaram até o fechamento desta matéria. Nossa equipe foi informada que os mesmos "estavam de feriadão".

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS