Política


Vereador Enio Grolli deixa liderança do governo Zibetti

02/05/2018 Portal Adesso - Foto: Câmara de Carlos Barbosa

     Episódio na Câmara de vereadores de Carlos Barbosa mostra desavença entre PDT e PMDB.

     A polêmica iniciada após o vereador líder do governo dizer que o subprefeito do distrito de Arcoverde foi boicotado pelo próprio governo, abalou, as relações entre os dois partidos, sendo que vereadores das duas siglas trocaram acusações sobre o fato.

     Na sessão ordinária desta segunda-feira (30), o até então líder governista Enio Grolli (PDT), pediu desligamento de sua função. Durante sua manifestação, Grolli afirmou: “Vou pedir ao secretário que faça um ofício do meu desligamento. Não fica bem para mim ser líder de governo se existe toda esta polemica aí”, afirmou Grolli. Ele ainda aproveitou para dizer que esteve procurando o diretório do PDT e nenhuma reunião foi realizada para debater o assunto. “Respeito meu partido, mas deveriam ter feito uma reunião com o diretório. A executiva vocês sabem onde trabalha”, ressaltou dando a entender que muitos integrantes da Executiva Municipal do PDT têm Cargo de Confiança – CC na prefeitura.

     Vereadores da oposição pediram aparte e aproveitaram para se manifestar sobre o caso. Ari Batisti (PP), parabenizou Grolli pela atitude e disse que a comunidade não pode ser prejudicada com as brigas entre os partidos do governo. Já o presidente do PMDB, vereador Luciano Baroni disse que a oposição estaria colocando “Lenha na Fogueira”, ressaltando que há outros problemas no município e que, no entanto, ninguém comenta.

     Finalizando, a presidente da Câmara, vereadora Rosália Cousseau (PDT), afirmou que ocorreu falha de comunicação entre as lideranças do PMDB e PDT, e que esta polêmica não precisaria ter ocorrido “ Roupa suja se leva em casa”, falou.

 

 

MAIS NOTÍCIAS