Polícia


Bento Gonçalves era destino de tráfico internacional de drogas

03/12/2013 Pioneiro.com

     Informação publicada no site do Jornal Pioneiro na tarde desta terça-feira (3), indica que Bento Gonçalves era um dos principais destinos de cocaína e maconha fornecidas por cartéis de traficantes paraguaios. A cidade serrana foi incluída em uma série de mandados de busca e apreensão e prisões envolvendo narcotráfico internacional cumpridos na manhã desta terça-feira pela Polícia Federal. As duas operações _ a Antares, feita pela delegacia de Caxias do Sul, e a Monte Alegre, realizada pela delegacia de Itajaí (SC) _ repercutem nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná; e no Paraguai.

     Com 26 mandados de prisão preventiva e 32 de busca e apreensão, agentes capturaram pela manhã 23 pessoas, sendo três delas em Bento Gonçalves. Na região da delegacia de Caxias, houve 12 prisões por mandado e três em flagrante por porte ilegal de arma. Em Bento, os policiais apreenderam meio quilo de cocaína, uma pistola e uma espingarda, que estavam dentro de uma caminhonete. Na mesma cidade, os agentes localizaram sete dinamites e um Uno que também seria usado no tráfico. Na Serra, também houve ação em Santa Teresa.

     Segundo a PF, iniciadas separadamente, as Operações Antares e Monte Alegre identificaram suspeitos comuns às duas investigações. Isso gerou grande troca de informações entre as delegacias de Caxias do Sul e Itajaí, com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai.

     Na Antares, a PF identificou que os cartéis estão estabelecidos, principalmente, nas zonas paraguaias de Amambay e Concepcion. O principal operador do consórcio, identificado como Aristides Ayala Elizeche, tinha atuação em Ciudad Del Este. Narcotraficante paraguaio foragido do sistema prisional brasileiro e procurado pela Interpol, ele foi capturado no país vizinho.

     À tarde, haverá coletiva à imprensa na Delegacia da PF em Caxias do Sul, quando serão divulgadas mais informações sobre a ação contra o narcotráfico. Os nomes dos outros presos não foram revelados pela polícia.  

MAIS NOTÍCIAS