Esportes


De volta a Garibaldi, Danilo Spader fala sobre o vice-campeonato mundial

27/07/2018 Portal Adesso - Fotos: divulgação

     Após retornar da Europa, onde se consagrou vice-campeão de Mountain Bike, Danilo Spader ainda comemora os bons resultados. Em entrevista ao PORTAL ADESSO o atleta, conta como foi a participação no campeonato e as dificuldades encontradas. Spader é um veterano do esporte e também de competições internacionais. Participando de sete mundiais em países como Itália, Canadá, França, Argentina e Uruguai, está foi a primeira vez que o ciclista conquista uma colocação tão boa.

     Apesar disso, o ciclista afirma em tom de brincadeira que a medalha de ouro só não veio “porque o competido da frente decidiu imitar o Neymar e acabou caindo no meio do trajeto” e isso prejudicou em seu desempenho.

     Questionado sobre os gastos e a falta de investimento no esporte, o atleta conta que gastou cerca de R$10 mil para custear as passagens, hospedagem e alimentação. Além disso, a Confederação Brasileira de Ciclismo, exigiu que todos os atletas brasileiros que estavam participando, adquirissem uma camisa oficial a um custo de R$150 e, pagassem por uma carta de autorização, que também custou R$150.

     “O sentimento de revolta era presente em todos os 14 brasileiros presentes na competição. A confederação recebe verba governamental e mesmo assim, tem essas cobranças absurdas”, comenta.

     De volta a Garibaldi, Spader afirma estar feliz com a repercussão entre amigos e colegas de esporte. Questionado sobre os investimentos do pedal na região, o ciclista fala que muitas conquistas já foram alcançadas, porém é necessário mudar a cultura local.

     “Infelizmente os motoristas da região, ainda vêem o ciclista como um alvo, não tendo qualquer respeito conosco. É fato que o esporte tem se popularizado e, deverá crescer ainda mais nos próximos anos. Entretanto, precisamos iniciar uma nova cultura, onde o respeito esteja em primeiro lugar”, explica.

 

 

 

 

MAIS NOTÍCIAS