Geral


Morre o empresário que levou tiro de criminoso dentro de seu supermercado em Bento

10/09/2018 Noticias de Bento - Foto: Arquivo Pessoal

     Proprietário do supermercado GREPAR, Gregório Bruschi, foi atingido por um disparo de arma de fogo na noite da última quinta-feira (06), durante uma tentativa de assalto em seu supermercado no bairro Botafogo.

     Faleceu no final da tarde deste domingo (09), o empresário Gregório Bruschi, de 57 anos. Ele estava internado na UTI do Hospital Tacchini desde a noite da quinta-feira, quando foi alvejado com um disparo de arma de fogo durante tentativa de assalto a um de seus supermercados. Em virtude do falecimento de um de seus proprietários, todos os mercados da Rede Grepar estarão fechados.

     Gregório Bruschi foi mais uma vítima da violência desmedida que tomou conta de Bento Gonçalves ao longo do ano. Na noite da quinta-feira, 6 de setembro, Bruschi estava na filial do Grepar no bairro Botafogo, quando um criminoso entrou no estabelecimento e anunciou o assalto, pedindo o dinheiro do caixa. O empresário vinha dos fundos do mercado, quando se deparou com o assaltante. Ele levantou as mãos para o alto, mas, mesmo assim, foi alvejado com um disparo que atingiu sua perna esquerda.

     O tiro acabou atingindo a artéria femural, o que acabou provocando a perda de muito sangue do empresário. Os socorristas do Samu chegaram rapidamente e conseguiram reanimá-lo, levando-o para o hospital. Já na casa de saúde, ele sofreu uma parada cardíaca e foi submetido a uma cirurgia de urgência.

     Gregório Bruschi permaneceu três dias internado na UTI do hospital, porém não resistiu à gravidade do ferimento. Considerado uma pessoa muito carismática e querido por toda a comunidade bento-gonçalvense, Gregório era uma referência de liderança e simplicidade dentro da Rede Grepar de Supermercados. Apesar de comandar uma equipe com centenas de funcionários, Bruschi não se furtava de estar sempre na boca do caixa, ajudando a colocar as compras dos clientes nas sacolas. “Me orgulho de ter começado minha vida como empacotador de supermercado”, falava ele quando perguntado porque ficava ajudando os funcionários nos caixas.

     A rede começou num pequeno mercado em janeiro de 1986, no bairro Progresso. Gregório e o irmão dele, Paulo, contavam com a ajuda de dois funcionários. Tempos depois, os irmãos incluíram um terceiro sócio. Ao longo dos anos, o negócio se expandiu e virou uma rede, atualmente com seis lojas em Bento Gonçalves.

     O velório do empresário Gregório Bruschi será realizado na Capela São José, em Bento Gonçalves. Por meio de nota nas redes sociais, a rede Grepar informou que as lojas do grupo estarão fechadas nesta segunda-feira.

     O empresário é uma das vítimas do contexto de violência que atinge Bento Gonçalves desde o ano passado. Neste ano, 33 pessoas foram assassinadas, a maioria por envolvimento com o tráfico de drogas.

 

 

MAIS NOTÍCIAS