Geral


Empresa responsável pela construção do presídio de Bento solicita mais tempo para entregar a obra

Construtora alega que tempo prejudicou o cronograma e pediu mais dois meses de prazo. Promessa é que presídio seja entregue em março
19/01/2019 Rádio Difusora 890

     A empresa Verdi, responsável pela construção do novo Presídio Estadual de Bento Gonçalves, na Linha Palmeiro, solicitou uma prorrogação no prazo de entrega da obra. Conforme o secretário municipal de segurança, José Paulo Marinho, o limite final contratual era o dia 2 de fevereiro, porém em virtude do alto volume de chuvas registrados recentemente, a empresa pediu dois meses de prorrogação. Ainda segundo o secretário, esse prazo seria apenas uma espécie de margem de segurança, pois a intenção da empresa é entregar a nova casa prisional entre o final de fevereiro e início de março.

     “A empresa pediu dois meses de prorrogação tendo em vista que no inverno houve muitas chuvas que acarretaram em alguns atrasos na obra, em virtude dessas questões do tempo. Eu estive conversando pessoalmente com o engenheiro responsável e a intenção da empresa é no final de fevereiro ou início de março já estar com a obra concluída e entregue para a Susepe. Aí ficará a cargo da Superintendência a questão da data de inauguração e início do processo de transferência dos presos do centro da cidade para o novo presídio”, explica.

     Serão 420 apenados, cada cela com capacidade para oito detentos. A estrutura também possui espaço para portadores de necessidades especiais, duas galerias, refeitório, ambulatório com odontologia, oficina de trabalho, sala psicossocial, lavanderia, setor administrativo e apartamento para visita íntima.

     O valor da obra é de cerca de R$ 30 milhões, que serão pagos através da permuta do prédio da superintendência do Daer de Bento Gonçalves, avaliado em R$ 19 milhões, e os R$ 11 milhões restantes com recursos do Fundo Estadual de Gestão Patrimonial. Mais de 80 funcionários, entre pedreiros, armadores, carpinteiros e auxiliares trabalham no local.




MAIS NOTÍCIAS