Polícia


Vítimas do Golpe Imobiliário em Bento tiveram prejuízo de mais de R$ 200 mil

Pelas menos 14 vítimas já procuraram a polícia e fizeram Boletim de Ocorrência contra o corretor de imóveis
31/01/2019 Rádio Difusora 890

     A Polícia Civil de Bento Gonçalves abriu um inquérito civil para investigar a acusação de golpe de estelionato do corretor que comercializava um imóvel no bairro Borgo e que nunca saiu do papel. De acordo com informações do delegado titular da DPPA – Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento – e em exercício respondendo pela 1ª DP – Delegacia de Polícia, Arthur Reguse, o número atualizado de vítimas é de 14, com mais duas ocorrências registradas. O montante do prejuízo chega a mais de R$ 200 mil.

     “As obras nunca começaram até 2019 e as vítimas se uniram para procurar a polícia. O investigado recebia valores a título de construção de um prédio residencial”, comentou. A Polícia contatou ainda a Caixa Econômica Federal e a construtora que seria responsável em busca de mais informações. O corretor foi localizadona área central de Bento na terça-feira, quando foi agredido por populares e encaminhado até a Delegacia pela Brigada Militar. Ele não foi preso e deverá prestar depoimento até sexta-feira, dia 1º.

     O delegado ainda reforça a importância do cuidado no envolvimento de grandes valores. “Antes de fechar negócio é importante certificar o máximo da existência da empresa, da pessoa que está fazendo a oferta, verificar junto a construtora responsável, se existe o registro na Caixa Econômica Federal ou até consulta no CNPJ”, comentou.





MAIS NOTÍCIAS