Política


Câmara de Garibaldi exonera servidor com aviso na caixa do correio

Além disso, vereadores que são pagos com o dinheiro dos contribuintes de Garibaldi, contratam funcionário de outra cidade
26/02/2019 Portal Adesso - Foto: arquivo

     Na semana passada, a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Garibaldi que tem como presidente o vereador Luiz Flori Castro (PTB), resolveu exonerar o servidor que era responsável pela assessoria de imprensa da Casa Legislativa. A dispensa do servidor e a troca por outro funcionário são atos normais, porém, a forma e a maneira com que a mesma foi realizada, demostra total falta de ética e respeito com um servidor que atuava na casa há vários anos. 

     Em contato com o presidente, Luiz Flori Castro, fomos informados que o cargo era de responsabilidade da bancada do PDT, sendo que a indicação da troca e a contratação de um servidor de outra cidade, foi decisão do vereador José Bortolini, o Zé da Patrola, e do secretário e presidente do partido Paulo Salvi.

     O servidor exonerado, no qual não divulgaremos o nome para não o expor, enviou cópia de um atestado médico para nossa redação. A data do atestado é anterior a exoneração, mostrando que ele foi demitido enquanto estava afastado por problemas de saúde. Ele também nos informou que não foi avisado pessoalmente sobre a demissão, e que o documento de exoneração foi colocado na sua caixa de correio. Porém, a Câmara de Vereadores possui regimento interno e tem um prazo estabelecido para o servidor entregar o atestado. Não sabemos se ele foi entregue neste prazo. 

     Além de todo este imbróglio em que a bancada do PDT juntamente com o presidente Castro se envolveram, eles também viraram as costas para a comunidade de Garibaldi, pois, ao invés de contratar um servidor do município, buscaram pessoas de fora da cidade, desvalorizando os profissionais, moradores e contribuintes de Garibaldi. 

MAIS NOTÍCIAS