Política


“Vamos ver quem realmente está mentindo nesta história”, diz Rosani

Vereadora rebate discurso do colega Moisés Nekel e fala sobre fatos que foram parar na Polícia Civil
08/04/2019 Portal Adesso - Foto: Portal Adesso

     Na manhã desta segunda-feira (08), a vereadora Rosani Fin Flores (PP) procurou a reportagem do PORTAL ADESSO para dar sua versão sobre o discurso do vereador Moisés Nekel (MDB) durante o espaço da tribuna popular na sessão ordinária do dia 02 de abril.

     “O que ele falou na tribuna não é verdade e vocês publicaram matéria com este conteúdo fantasioso”, disse a vereadora aos repórteres do Portal. Já os repórteres, afirmaram que a matéria foi feita de acordo com o que o vereador havia dito e que não poderiam escrever algo diferente, pois aqui reproduzimos com fidelidade os fatos.

     Após as explicações, Rosani disse que a comunidade precisa saber a verdade e que Moisés está buscando tirar o foco de alguns acontecimentos na cidade: “O vereador foi para a tribuna e comentou sobre a Polícia Civil para encobrir e colocar debaixo do tapete as denúncias sobre a vinda da Polícia Federal em Garibaldi. Porque nenhum vereador da situação e a administração não se manifestam sobre a busca e apreensão em quatro residências e empresas de Garibaldi? A Polícia Federal esteve na cidade para apurar fraudes em licitação, tudo isso já foi declarado pelo delegado de Santa Maria”, disse a vereadora. 

     Questionada para falar o que o vereador Moisés teria dito que não seria verdade, Rosani disparou: “As acusações que ele fez na tribuna são ofensivas e inverídicas. Ele disse que fui registrar um Boletim de Ocorrência o acusando. Eu provo que não o acusei. Vou desbaratar esta demagogia, o que ele fez na tribuna foi um teatro”. 

     A vereadora Rosani continuou: “Ele foi chamado para esclarecer o fato de um e mail recebido pela Câmara que teria uma denúncia, porém, o denunciante não foi identificado. A Câmara de Vereadores para receber uma denúncia pela ouvidoria deve ter a pessoa identificada e esta identificação não existe. Fiz um Boletim de Ocorrência sobre isso, e não o acusando como ele está dizendo”, afirmou. 

     Ela ainda disse que toda a comunidade de Garibaldi conhece sua família, o trabalho que realiza e sua história: “Possuo cinco mandatos como vereadora, as pessoas me conhecem e sabem que não minto”, finalizou. 

     O PORTAL ADESSO procurou o vereador Moisés Nekel (MDB) para falar sobre a declaração da vereadora. Moisés nos disse que houve denúncia na Câmara no ano passado e ficou comprovado o fato. “Existe uma confissão da vereadora no plenário. O fato é verídico e ela foi registrar um B.O. contra a minha pessoa me acusando de estar caluniando. Como posso ter caluniado, se ela mesmo confessou que usou o bem público? ”, disse o vereador. 

     Ele também falou que vai buscar abertura da investigação através da comissão de ética, onde todos os envolvidos serão chamados para depor. 


Entenda o caso Clicando Aqui


MAIS NOTÍCIAS