Geral


Ministério Público fiscaliza concurso de Garibaldi

Mais de 30 agentes do MP estão na cidade acompanhando as provas que sao realizadas na faculdade Fisul.
21/07/2019 Portal Adesso/ MP - Fotos: MP/divulgação
Anterior Próximo

     Durante este domingo (21),  o Ministério Público realiza, após autorização judicial, uma operação de blindagem na primeira etapa do concurso público para a Prefeitura de Garibaldi. Neste domingo, as provas são para o preenchimento de 20 cargos. A operação, realizada pelas Promotorias de Justiça de Garibaldi e Especializada Criminal de Porto Alegre, consiste no acesso aos locais de provas por parte de agentes do MP, bem como a cópia de provas, atas, folhas de resposta e demais documentos relativos ao certame. Estão inscritas 5,7 mil pessoas para as duas fases.

     A intenção do MP é garantir que os melhores colocados sejam de fato os chamados aos cargos para os quais prestam concurso. Participam dos trabalhos o promotor de Justiça da Especializada Criminal Mauro Rockenbach e o promotor de Garibaldi, Paulo Adair Manjabosco, bem como 25 agentes do MP. Antes do início da operação, o prefeito da cidade, Antonio Cettolin, foi informado a respeito dos trabalhos.

     As provas para os cargos de motorista, professor de anos iniciais, professor de educação infantil, professor de artes, professor de ciências, professor de educação física, professor de língua inglesa, professor de língua portuguesa e professor de matemática iniciaram pela manhã. Já pela tarde, prestam concurso os concorrentes às vagas de assistente social, bibliotecário, engenheiro civil, médico clínico geral, médico psiquiatra, médico pediatra, médico veterinário, museólogo, psicólogo, contador e médico obstetra/ginecologista. Em ambos os níveis, as provas terão três horas de duração e os candidatos estão divididos entre o IEE Irmã Teofânia e a FISUL.

MAIS NOTÍCIAS