Geral


Garibaldi vence Farroupilha e cidade não pode mais realizar “Festival do Moscatel”

INPI deu exclusividade da marca para Garibaldi por 10 anos e o município vizinho não pode mais utilizar a nomenclatura
09/10/2019 Portal Adesso - Fotos: Arquivo
Anterior Próximo

     Produtores, vinícolas e a Administração de Garibaldi estavam incomodados com a forma e a maneira que o município de Farroupilha buscava um título que conflitava diretamente com a cidade de Garibaldi, reconhecida internacionalmente como a Capital Brasileira do Espumante.

     Buscando uma identidade, pois Terra do Kiwi perdeu espaço e produção, a prefeitura de Farroupilha viu no moscatel, uma variedade de uva, a oportunidade de ter uma nova identidade. A atual administração (PDT/PSB) buscou enfraquecer a Festa do Kiwi e fortaleceu o Festival do Moscatel, que está em sua 9ª edição. 

     Unidos, empresários do setor vinícola, produtores e a prefeitura de Garibaldi, entraram com uma ação contra Farroupilha, e a poucos dias, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) deferiu a favor de Garibaldi, o pedido de registro da marca ‘Festival do Moscatel’.  Com isso, a exclusividade da marca pertece a Garibaldi nos próximos 10 anos, ou seja, até o ano 2029. A preferência de renovação também ficou para Garibaldi. 

     Conforme o deferimento da ação, se outra cidade quiser usar a nomenclatura deverá entrar em consenso com Garibaldi. 

Prefeito de Farroupilha ironiza decisão

     Segundo Claiton Gonçalves (PDT), isso não altera o fato do município ser a Capital Nacional do Moscatel

     O Prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves, concedeu entrevista para a rádio Spaço FM, de Farroupilha, onde se posicionou sobre a perda do nome Festival do Moscatel para Garibaldi. Na oportunidade Gonçalves falou sobre a decisão da justiça, que, segundo ele, “não altera o fato de Farroupilha ser, por lei publicada no Diário Oficial, a Capital Nacional do Moscatel”.

     O Prefeito ainda falou que “ se Garibaldi quiser usar, pode usar (o nome Festival do Moscatel), mas nós somos a Capital Nacional do Moscatel”. Para concluir Claiton Gonçalves ironizou: “Quem sabe a gente faz uma troca, eles nos dão o nome Festival do Champanhe (referindo-se a Fenachamp) e nós damos para eles o Festival do Moscatel”.


MAIS NOTÍCIAS