Geral


Sicredi inova e oferece crédito e tarifas reduzidas para associados

Cheque especial teve taxa de juros reduzida em 25%; e cartão de crédito internacional passou a ter anuidade gratuita
19/12/2019 Portal Adesso - Foto: Viviane Somacal/Divulgação

      A relação verdadeira estabelecida entre a Sicredi Serrana e os seus associados, somada ao ganho de escala, eficiência operacional e agenda mais próxima com o Banco Central, permitem à cooperativa garantir o protagonismo de ações voltadas à prosperidade financeira de seu público. Essa prática recorrente de fechar bons negócios e de agregar renda ficou ainda mais evidente com duas novidades adicionadas à cartela de serviços da cooperativa: a redução da taxa do cheque especial e a isenção da anuidade do cartão de crédito internacional. 

     As 33 agências da área de abrangência da Sicredi Serrana, na Serra Gaúcha e no Vale do Caí, reduziram em 25% a taxa de juros do cheque especial. Desde o dia 09 de dezembro, a taxa máxima do cheque especial diminuiu de 7,96% para 5,90% por mês. “Esta é uma forma importante de auxiliar a programação financeira do associado, pois ele tem mais poder de decisão sobre seus investimentos”, diz o diretor-executivo da Sicredi Serrana, Odair Dalagasperina, reforçando que, em alguns casos, a taxa pode ser de apenas 1,50% ao mês. Assim, a instituição financeira cooperativa espera gerar economia de mais de R$ 6 milhões de renda para os associados ao longo de 2020.

     Além de oferecer uma das menores taxas do mercado, impulsionada pela economia estável e as consequentes quedas de juros da Selic, outra boa notícia neste segmento será implementada a partir de janeiro de 2020. A Sicredi Serrana não aplicará a taxa autorizada pelo Banco Central (BC) para quem tem limite de cheque especial acima de R$ 500,00, como forma de gerar ainda mais economia a seu associado. A medida autorizada pelo BC é válida mesmo quando o usuário não utilizar esse valor. 

     Outro importante movimento da Sicredi Serrana que se encaixa nesta linha de estímulo à economia com ganhos de renda é a isenção na anuidade do cartão de crédito internacional. Os usuários estão isentos dessa taxa desde o segundo semestre, um benefício que independe de sua movimentação financeira mensal. A medida, válida para os cartões com bandeiras Visa e MasterCard, contribui na organização financeira da vida do associado, proporciona redução na circulação de dinheiro físico e colabora com a segurança da comunidade.

     São ações como essas, com interesse verdadeiro nas demandas do associado, que fazem da Sicredi Serrana um exponencial agente de fomento onde atua. A cooperativa é a principal instituição financeira da região no que tange ao crédito comercial e também ao crédito para o agronegócio e agricultura familiar; com 115 mil associados, sendo 12 mil novos somente em 2019, e expectativa de encerrar o ano com crescimento nos recursos administrados superior a 30%. 

     Dessa forma, a Sicredi Serrana assume papel importante para a sociedade enquanto agente regulador do mercado, estabelecendo taxas e serviços financeiros mais em conta – um dos motivos que fazem o Banco Central conceder cada vez mais autonomia ao Sicredi.


Visão ancorada na sustentabilidade

     O olhar socioambientalmente responsável que a Sicredi Serrana exerce em suas atividades atingirá um novo patamar de expressão no próximo ano. Para 2020, a cooperativa de crédito tem um ousado planejamento que vai reforçar ainda mais o viés sustentável: investirá R$ 5 milhões na construção de seis usinas com painéis fotovoltaicos, a fim de garantir autonomia energética às 33 agências e à sede da Sicredi Serrana, em Carlos Barbosa. A previsão é de que todas estejam operando a partir de julho do próximo ano.  

     É também nesta época que está prevista a inauguração da primeira agência totalmente sustentável da Sicredi Serrana, localizada em Veranópolis. Construída com 20 contêineres, ela será projetada para captar água da chuva e gerar sua própria energia elétrica através de sistema fotovoltaico – neste projeto, o consumo de energia cai cerca de 60% na comparação com uma agência tradicional.

     Uma das grandes vantagens está na redução do impacto ambiental. Nesta obra, 95% do material usado na construção é reciclável e, em caso de reconstruir a agência em outro local, 85% do material pode ser reaproveitado. Por isso, o projeto do arquiteto chileno Igor San Martin, referência na área, será inscrito para buscar a certificação do Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), selo mais importante no reconhecimento internacional de sustentabilidade. 

     A agência sustentável constitui-se em um negócio que, além do cuidado com o meio ambiente, é economicamente viável, com retorno previsto do investimento para três anos, considerando somente a economia com o pagamento de água e de luz.

     Também é uma forma da Sicredi Serrana incentivar, a partir do exemplo, outras organizações a investirem em projetos dessa natureza.

Fundador do Sicredi é nomeado patrono do cooperativismo

      A família Sicredi compartilha com a comunidade o orgulho expresso pela nomeação de seu fundador como o patrono do cooperativismo brasileiro. O reconhecimento, conferido por meio de decreto presidencial, estabelece o padre Theodor Amstad à titulação por fundar, em 1902, a primeira cooperativa de crédito da América Latina, em Nova Petrópolis (que é, hoje, a Sicredi Pioneira RS). 

     Natural da Suíça, Amstad chegou ao Brasil durante o ciclo migratório europeu à América, em 1885. Desde então, passou a prestar assistência econômica aos colonos da região. Estabelecido na Linha Imperial, ele criou a Caixa de Economia e Empréstimos Amstad, a fim de garantir o financiamento aos agricultores mais pobres, que assim podiam cultivar diversas culturas. Hoje, a Sicredi Pioneira RS faz parte do sistema Sicredi, que reúne 111 cooperativas de créditos, sendo uma delas a Sicredi Serrana.



 


MAIS NOTÍCIAS