Geral


Boa Vista do Sul e Coronel Pilar sofrem com a estiagem

A produção de grãos está comprometida em mais de 50%. Açudes destinados à irrigação de verduras estão em estado crítico
09/01/2020 Portal Adesso - Foto: Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Garibaldi
Anterior Próximo

     A falta de chuvas é um problema que se agrava a cada dia. Os efeitos da estiagem, que já vinham sendo sentidos pelos produtores rurais da região no mês de dezembro do ano passado, estão chegando a estágios irreversíveis. Algumas lavouras já somam perdas de mais de 50% em sua produção. A anormalidade da falta de chuvas para esta época do ano deixa os produtores rurais em uma situação de angústia, esperando que a próxima nuvem escura traga um pouco de alento para a plantação.

     A produção de grãos em Boa Vista do Sul está comprometida em mais de 50%. Algumas lavouras com variedades de milho que se desenvolvem mais precocemente registram até 90% de perda. A produção avícola também começa a sentir os resultados da estiagem, uma vez que os açudes, com água destinada ao consumo dos animais, estão diminuindo rapidamente de volume.

     Luciano Rebelatto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Garibaldi já considera que, mesmo se ocorrerem precipitações consideráveis nos próximos dias, a safra não será regular. “Tem que chover ainda esta semana. Já estão chegando informações de produtores rurais de Coronel Pilar, que estão sem água para seus animais, outros relatam que não estão mais conseguindo puxar água para a irrigação das verduras, devido à baixa nos açudes” relata Rebelatto.

     Segundo a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Estado do Rio Grande do Sul está é a pior estiagem desde a safra 2012/2013. A perspectiva do Centro de Meteorologia do Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária é que ocorra alguma precipitação em pontos isolados, mas o volume não será suficiente para reversão do quadro. A expectativa é que as condições do tempo apresentem uma melhora somente no mês de fevereiro. 


MAIS NOTÍCIAS