Geral


Estiagem pode afetar produção de leite em Carlos Barbosa

Efeitos da seca poderão ser sentidos dentro de alguns meses, pelos criadores de gado do município
13/01/2020 Portal Adesso - Foto: Prefeitura de Carlos Barbosa/Assessoria de Imprensa

     Os estragos causados pela estiagem que se abateu sobre o Rio Grande do Sul nos últimos meses poderão levar mais tempo para serem superados. Muitos problemas podem surgir no passar dos meses. Um destes problemas está preocupando criadores de gado leiteiro na cidade de Carlos Barbosa. Grande parte dos animais do município são criados em confinamento, o que demanda a produção de silagem para a alimentação da criação.

     Segundo Felipe Borsoi, Secretário de Agricultura de Carlos Barbosa, a seca de dezembro e janeiro, somadas ao excesso de chuvas de outubro e novembro, prejudicaram a plantação de milho e de sorgo, principais componentes da silagem. “Outubro e novembro são os meses de plantio do milho precoce, como foram meses de muita chuva, os produtores resolveram esperar. As lavouras foram plantadas no final de outubro, porém em dezembro, devido ao forte calor e a seca, muitas das plantas nem chegaram a brotar”, explica Borsoi.

     A silagem é um processo onde se armazena alimentação para o gado, para um longo período. “Agora os produtores ainda estão utilizando a silagem feita no ano passado, que foi um ano muito bom. O problema será daqui a dois ou três meses quando essa silagem acabar. Se não tiver uma nova silagem feita, o gado pode ter a alimentação reduzida, o que significa diminuição na produção de leite”, relata o secretário.

     Mesmo se as chuvas se normalizarem nas próximas semanas, já é esperado uma diminuição de 20% a 30% no volume da silagem. “Se o inverno for melhor, e conseguirmos um bom volume de pastagem, pode ser que não enfrentemos problema, porém há uma perspectiva de quebra na produção de leite, o que pode remeter a aumento de preços”.


MAIS NOTÍCIAS