Saúde


Mosquito da dengue: Cuidados simples podem eliminar criadouros

A divulgação do levantamento feito pela Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul deixou a população preocupada com a disseminação de doenças
15/01/2020 Portal Adesso - Foto: Divulgação/Prefeitura de Garibaldi

     A divulgação do levantamento feito pela Secretaria de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, que considerava Garibaldi como município com incidência do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão dos vírus da dengue, zika e chikungunya, deixou a população preocupada com a disseminação destas doenças.

     O Aedes aegypti é um mosquito doméstico, que vive dentro de casa e perto dos seres humanos. 80% das incidências e focos se encontram nos domicílios. É por este motivo que o combate ao inseto deve partir da própria população. A reprodução do mosquito acontece em água parada (limpa ou suja), a partir da postura de ovos pelas fêmeas. Os ovos são colocados em água e distribuídos por diversos criadouros.

     Segundo Simone Agostini de Moraes, Secretária de Saúde de Garibaldi a prevenção também está sendo feita por parte do município. “Hoje Garibaldi possui 6 agentes para controle de endemias. Eles são responsáveis por vistoriar pontos estratégicos, como cemitério, borracharias e praças. O trabalho desses agentes não é mais de coletar larvas do mosquito, para identificar de que espécie são. Agora, os agentes são orientados, pela Coordenadoria Regional de Saúde, a trabalhar com a eliminação de possíveis criadouros”, explica a secretária.

     Algumas ações podem ser tomadas, por parte da população, para eliminar criadouros em seus domicílios:

- Certificar que caixa d’água e outros reservatórios de água estejam devidamente  tampados.

- Retirar folhas ou outro tipo de sujeira que pode gerar acúmulo de água nas calhas.

- Guardar pneus em locais cobertos.

- Guardar garrafas com a boca virada para baixo.

- Realizar limpeza periódica em ralos, canaletas e outros tipos de escoamentos de água.

- Limpar e retirar acúmulo de água de bandejas de ar-condicionado e de geladeiras.

- Utilizar areia nos pratos de vasos de plantas ou realizar limpeza semanal.

- Retirar água e fazer limpeza periódica em plantas e árvores que podem acumular água, como bambu e bromélias.

- Guardar baldes com a boca virada para baixo.

- Esticar lonas usadas para cobrir objetos, como pneus e entulhos.

- Manter limpas as piscinas.

- Guardar ou jogar no lixo os objetos que pode acumular água: tampas de garrafa, folhas secas, brinquedos.



MAIS NOTÍCIAS