Coronavírus


Loja de móveis e materiais de construção de Garibaldi tenta furar decreto

Por ser considerado como comércio não essencial, o estabelecimento deveria se manter fechado até 5 de abril
31/03/2020 Portal Adesso - Foto: Portal Adesso

     Uma loja de venda de móveis, eletrodomésticos e materiais de construção, localizada no centro de Garibaldi, tentou furar o Decreto Municipal que declara situação de emergência no município, por causa do coronavirus, nesta terça-feira (31). A loja foi alvo de liminar solicitada pelo município de Garibaldi e foi obrigada a paralisar os trabalhos e fechar as portas, até que o decreto seja revisto no dia 5 de abril.

     Por ser uma loja considerada não essencial, deveria se manter fechada até o decreto ser revogado, ou novas diretrizes serem apresentadas pelo Poder Público Municipal. Se a loja for flagrada em funcionamento novamente, poderá receber multa de até R$ 20 mil e, persistindo em permanecer aberto, a lacração do estabelecimento, como aponta a decisão da justiça.


MAIS NOTÍCIAS