Educação


Situação das Escolas Infantis particulares de Garibaldi está insustentável

Está em ação um plano de contingência para manter a segurança das crianças e dos profissionais
24/07/2020 Portal Adesso - Foto: Arquivo

     A pandemia de Covid-19, que se alastra pelo Estado, já causou danos irreparáveis para muitos setores da economia. E um destes setores que estão passando por muitas dificuldades são as Escolas de Educação Infantil. Com suas atividades paralisadas desde o mês de março, as instituições já não sabem mais quanto tempo irão aguentar com suas portas fechadas.

     A Diretora da Escola de Educação Infantil Meu Peraltinha, Marcia Carraro Minuscoli, desabafou, afirmando que a situação está muito difícil e, se as aulas não retornarem logo, ela não sabe como as coisas irão prosseguir: “Nossa situação é bem complicada, não sei quanto tempo as Escolas Particulares de Educação Infantil vão aguentar com as portas fechadas”. E continuou dizendo que: “A educação foi esquecida, e o que nos deixa mais indignados é que a escola tem que ter muitos cuidados, sendo que muitos já eram feitos antes de tudo isso. E o que é mais triste é que tem casos de  pessoas cuidando de mais de 20 crianças juntas. Sei e entendo que os pais tem que deixar com alguém mas isso não é aglomeração? Sei e entendo que agora no inverno não é a hora de voltar. Mas para que parar tão cedo ,a hora de ter parado era no inverno e não em março”.

     A diretora da EMEI Pingo de Gente, Cristina Contini Malvessi, esclareceu algumas dúvidas sobre como a Escola está lidando com este período de portas fechadas: “A gente está com trabalhos remotos, as professoras estão fazendo um acompanhamento pelo WhattsApp, junto com os pais dos alunos, para esse ensino não se perder. Estamos realizando também um trabalho pelo Facebook da Escola, passando atividades e auxiliando os pais dos nossos alunos. Realizamos lives no Facebook e WhattsApp para esclarecer dúvidas e para interagirmos com nossas crianças”.

     Cristina salientou também que a Escola realizou diversas doações da merenda escolar para famílias necessitadas, que tem seus filhos estudando na instituição: “Realizamos doações da nossa merenda para essas famílias, pois entendemos que elaas estão passando por um momento difícil e queremos ajudar de todas as formas”.

     Questionada sobre uma possível volta as aulas presenciais, a Diretora afirmou que: “Fizemos um plano de contingência e estamos estudando um possível retorno, porém com muita cautela”. E concluiu afirmando que: “Vemos com bastante preocupação essa situação, nós da Educação Infantil temos muito contato com as crianças. Vamos propor novas ideias para garantir a nossa segurança e a de todas as crianças que frequentam nossa Escola.

     Sobre o plano de contingencia comentado pela Diretora, ele consistiria em instalação de sinalização no chão da Escola, higienização permanente dos ambientes, distanciamento entre as crianças, uso obrigatório de máscaras, medição de temperatura na entrada do recinto e a utilização de calçados especiais para o uso dentro da Escola.


MAIS NOTÍCIAS