Coronavírus


Terceira semana seguida de bandeira vermelha na Serra

Garibaldi, Carlos Barbosa e Bento Gonçalves terão que continuar, por mais uma semana, sem a possibilidade de seus comércios de rua e varejistas poderem trabalhar
28/07/2020 Portal Adesso - Foto: Divulgação

     O crescimento no número de casos e óbitos em decorrência do coronavírus na Região da Serra Gaúcha causou a manutenção, pela terceira semana consecutiva, do regime de bandeira vermelha, o qual proíbe o funcionamento de diversos setores da economia considerados não essenciais. A macrorregião de Caxias do Sul, a qual pertencem as cidades de Garibaldi, Carlos Barbosa e Bento Gonçalves terão que continuar, por mais uma semana, sem a possibilidade de seus comércios de rua e varejistas poderem trabalhar.

     Essa concessão do Governo do Estado se deve ao crescimento acelerado dos casos e dos óbitos em razão do vírus. Também pelo alto índice de ocupação em leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) dos hospitais de referência da região.

     No Hospital Beneficente São Pedro (HBSP), de Garibaldi, a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 100%. Na questão dos respiradores, o índice de uso está em 60%, também considerado alto. Em número de casos confirmados, o município contabiliza 740, com 645 pacientes recuperados e 6 óbitos confirmados.

     Em Bento Gonçalves, no Hospital Tacchini, a taxa de ocupação da UTI está em 76%. Dos 50 leitos disponíveis, 38 estão ocupados. A taxa de uso dos respiradores é de 54. De acordo com o último Boletim Epidemiológico divulgado, o município conta com 2076 casos confirmados de pacientes que contraíram o vírus, 1773 curados e 64 óbitos confirmados. Recentemente, mais dois óbitos foram confirmados na cidade, um é de uma idosa na faixa dos 100 anos, e o outro de um homem com cerca de 70 anos. Os dois pacientes apresentavam outras comorbidades.

     Por não ter leitos de UTI disponíveis para o tratamento de infectados por Covid-19 no Hospital São Roque, Carlos Barbosa encaminha seus pacientes para os hospitais de referência de outras regiões. Casos confirmados no município são 371, com 341 curados e 7 óbitos registrados.

     Os prefeitos locais, juntamente com a Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne), estão engajados para tentar reverter essa situação, utilizando diversos estudos e várias maneiras para recolocarem a Serra Gaúcha de volta para a bandeira laranja, no sistema de distanciamento controlado imposto pelo Governador Eduardo Leite.


MAIS NOTÍCIAS