Polícia


Lider do PCC é preso em Bento Gonçalves

Ação do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) foi deflagrada na manhã desta sexta-feira
04/09/2020 Portal Adesso - Foto: Divulgação/Ministério Público

     O Ministério Público, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) - Núcleo Serra, desencadeou na manhã desta sexta-feira, 4, a Operação Sintonia, em conjunto com a Brigada Militar (pelo 3º BPAT), a fim de desarticular uma organização criminosa estabelecida em Bento Gonçalves. A investigação tem como foco uma rede de pessoas físicas e jurídicas voltadas à lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas e de outras atividades ilícitas relacionadas a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) de São Paulo.

     Foram cumpridas 22 ordens judiciais, sendo 13 mandados de busca e apreensão e 9 medidas constritivas de indisponibilidade de imóveis e veículos.

     Dentre os bens atingidos pela indisponibilidade, estão veículos de luxo ostentados pelos investigados e residência de alto padrão, com comodidades como piscina aquecida, calefação, aquecimento solar e a óleo.

     Por estar foragido, foi preso o líder do grupo criminoso, com antecedentes por delitos como tráfico de drogas e homicídio. Anteriormente, chegou a ser apontado como “Torre” (liderança) da facção paulista e responsável por laboratório itinerante que refinava grandes quantidades de cocaína mensalmente. Também está sendo apurado se ele utilizava documento de identificação falso. A sua identidade teve de ser confirmada por peritos do Departamento de Identificação do Instituto-Geral de Perícias, que prestou apoio à operação.

MAIS NOTÍCIAS