Trânsito


Pardais voltam a funcionar nas rodovias estaduais

A partir desta sexta-feira (09), controladores de velocidade retornam a operar nas estradas gaúchas
08/10/2020 Portal Adesso

     A partir desta sexta-feira (09),  serão reativados os controladores de velocidade em 13 estradas gaúchas. Conhecidos como pardais, os dispositivos irão monitorar 93 faixas de tráfego. Além desses aparelhos, foram implantadas 25 câmeras e 25 dispositivos leitores de placas, que auxiliarão no rastreamento de veículos roubados.

     De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), o Governo do Estado está investindo R$ 5,8 milhões na manutenção e operação dos equipamentos, que serão realizadas pelas empresas Perkons e Fiscaltech, vencedoras do pregão eletrônico. Os contratos têm validade de dois anos, podendo ser prorrogados por igual período, e são fiscalizados pelo Daer - autarquia vinculada à Secretaria de Logística e Transportes. Os pardais instalados pela Perkons estão na ERS-030 (Osório - Tramandaí), ERS-040 (Viamão - Pinhal), ERS-122 (Portão - Caxias do Sul), ERS-239 (Novo Hamburgo - Rolante), ERS-240 (São Leopoldo - Montenegro), ERS-389 (Osório - Torres) e RSC-453 (Venâncio Aires - Tainhas). A empresa receberá R$ 3,9 milhões pela fiscalização eletrônica nas sete estradas e pelas 16 câmeras e 16 dispositivos leitores de placas implantados.

     Para a Fiscaltech, foi destinado R$ 1,9 milhão ao monitoramento de 25 faixas de tráfego nas seguintes rodovias: ERS-135 (Passo Fundo - Erechim), ERS-324 (Passo Fundo - Nova Prata), ERS-342 (Ijuí - Cruz Alta), RSC-153 (Passo Fundo - Tio Hugo), RSC-287 (Montenegro - Santa Maria) e ERS-122 (São Vendelino - Farroupilha). Além disso, a empresa também é responsável por nove câmeras e nove dispositivos com leitores de placas. “Apesar de os trechos serem divulgados e de as rodovias serem sinalizadas, não citamos os quilômetros exatos onde estão os pardais, que são equipamentos discretos. A finalidade é preservar a segurança dos usuários”, explica o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino.

     O dirigente ainda explica que o diferencial dos contratos são os dispositivos leitores de placas, também chamados de OCRs (sigla em inglês para "optical character recognition"). Eles cruzam os dados dos veículos com as informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado. “O sistema emite um alerta sonoro quando é identificada alguma irregularidade. Dessa forma, os agentes do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) podem abordar indivíduos suspeitos”, salienta Faustino, acrescentando que esses equipamentos estão próximos dos postos policiais. “É mais uma ferramenta que o Estado disponibiliza para combater a criminalidade”, sintetiza.

 

Confira a função de cada equipamento:

 

Pardais: é como são popularmente chamados os equipamentos discretos de fiscalização eletrônica instalados em pontos fixos das rodovias estaduais. Os dispositivos possuem sensores implantados no pavimento e são programados para flagrar e autuar os motoristas que excederem o limite de velocidade estabelecido no trecho.

A localização exata dos pardais não é divulgada pelo Daer, com o intuito de incentivar o respeito aos limites de velocidade estabelecidos nas estradas monitoradas e, assim, preservar a segurança dos usuários ao longo de toda a via.

Câmeras: As imagens, captadas em tempo real, mostram como estão as condições da rodovia, o tráfego e o clima no trecho pesquisado. Confira: https://bit.ly/3iiCMCg

 Dispositivos leitores de placas: são radares inteligentes que, em tempo real, fazem a leitura das placas e o cruzamento dos dados com os da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Quando é identificada alguma irregularidade, um alerta sonoro avisa a equipe do Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) para que possa ser realizada a averiguação.

 

Confira as rodovias onde serão instalados os equipamentos:

 

Contrato com a empresa Perkons:

Pardais:

- ERS-030 (Osório - Tramandaí)

- ERS-040 (Viamão - Pinhal)

- ERS-122 (Portão - Caxias do Sul)

- ERS-239 (Novo Hamburgo - Rolante)

- ERS-240 (São Leopoldo - Montenegro)

- ERS-389 (Osório - Torres)

- RSC-453 (Venâncio Aires - Tainhas)

 

Câmeras de monitoramento:

ERS-030 (Osório – Tramandaí)

ERS-040 (Viamão – Pinhal)

ERS-122 (R. do Cascalho – Caxias do Sul)

ERS-239 (Novo Hamburgo – Rolante)

ERS-240 (Vila Sharlau – Montenegro)

ERS-389 (Osório – Torres)

RSC-453 Venâncio Aires – Tainhas)

 

OCRs:

ERS-020 ( Taquara – São Francisco de Paula)

ERS-030 (Osório – Tramandaí)

ERS-040 (Viamão – Porto Alegre)

ERS-122 (São Vendelino – Bom Princípio)

ERS-122 (Caxias do Sul – Farroupilha)

ERS-122 (Farroupilha – Caxias do Sul)

ERS-129 (Roca Sales – Pelotão Rodoviário)

ERS-235 (Nova Petrópolis – Gramado)

ERS-239 (Campo Bom – Sapiranga)

ERS-239 (Aricá – Sapiranga)

ERS-240 (Montenegro – Pareci Novo)

ERS-331 (Pinhalzinho – Marcelino Ramos)

ERS-344 (Giruá – Santo Ângelo)

ERS-514 (Palmeira das Missões – Ijuí)

ERS-561 (16 de Novembro – São Nicolau)

RSC-472 (Santo Cristo – Porto Vera Cruz)

 

Contrato com a empresa Fiscaltech:

 

Pardais:

- ERS-135 (Passo Fundo - Erechim)

- ERS-324 (Passo Fundo - Nova Prata)

- ERS-342 (Ijuí - Cruz Alta),

- RSC-153 (Passo Fundo - Tio Hugo)

- RSC-287 (Montenegro - Santa Maria)

- ERS-122 (São Vendelino - Farroupilha)

 

Câmeras de monitoramento:

ERS-122 (São Vendelino – Farroupilha)

ERS-135 (Passo Fundo – Erechim)

ERS-324 (Passo Fundo – Nova Prata)

ERS-342 (Ijuí – Cruz Alta)

RSC-287 ( Montenegro – Santa Maria)

RSC-470 (Nova Prata – Bento Gonçalves)

 

OCRs:

ERS-265 (Lajeado – Cruzeiro do Sul)

ERS-734 (Centro de Rio Grande – Cassino)

RSC-287 (Taquari – Santa Cruz do Sul)

RSC-287 (Santa Cruz do Sul – Taquari)

RSC-287 (Novo Cabrais – Paraíso do Sul)

RSC-377 (Santiago – São Francisco de Assis)

RSC-377 (Alegrete – São Francisco de Assis)

RSC-453 (Lajeado – Teutônia)

RSC-453 (Westfália – Lajeado).


MAIS NOTÍCIAS