Geral


Após reportagem do ADESSO TV, Corsan envia Nota mas não cita o esgoto que entra na barragem

Descumprimento do contrato com a prefeitura e a falta de abastecimento em diversos bairros também não são citados
29/10/2020 Portal Adesso - Foto: Reprodução/ ADESSO TV

     Na tarde desta quinta-feira (29), a redação do PORTAL ADESSO recebeu e mail endereçado pelo gestor da Unidade de Saneamento de Garibaldi, Alesandro Silva Tavares, com o seguinte comunicado: “Prezados, segue em anexo resposta da CORSAN sobre o vídeo gravado na Barragem de Garibaldi e divulgado no início dessa semana”. 

     Ele não se refere ao veículo que produziu a reportagem, mas com milhares e milhares de visualizações, maioria da comunidade de Garibaldi e região sabe que a notícia mostrando a verdadeira cara da barragem de Garibaldi foi feita pela equipe do ADESSO TV.

     Estranhamente, a Nota cita a Prefeitura Municipal de Garibaldi, demonstrando claramente que a resposta pode ter sido um pedido do município que teme possível desgaste da imagem em período eleitoral. 

     A resposta diz que a água distribuída na cidade atende aos padrões legais de qualidade, mas não cita a entrada de esgoto em pontos da barragem, nem o cheiro forte que vários moradores sentem ao abrirem suas torneiras. 

     Os problemas de falta de abastecimento em diversos bairros da cidade também não são mencionados pela Corsan, que vem descumprindo cláusulas do contrato firmado com o município, sem que o município tome qualquer providencia. 

     A reportagem exibida no programa PRATO LIMPO na última segunda-feira (26), mostrou a grande quantidade de “marrequinhas” e o esgoto que entra na barragem de Garibaldi. A equipe mencionou que a água é tratada com muito cloro e outros produtos químicos antes de ser distribuída, mesmo assim, não se pode esconder que entra “xixi e cocô na barragem”. 

Leia na íntegra a Nota enviada para nossa redação:


"Água distribuída em Garibaldi atende aos padrões legais de qualidade


A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) esclarece que a água distribuída em todos os municípios atendidos no Estado segue os padrões de potabilidade exigidos pela legislação. Em Garibaldi, apesar da grande ocorrência de salvínias (plantas aquáticas) na superfície da barragem do arroio Marrecão, a qualidade da água tratada pela Estação de Tratamento de Água (ETA) e distribuída à população atende aos padrões de potabilidade determinados pelo Anexo XX da Portaria de Consolidação nº 05, de 03 de outubro de 2017, do Ministério da Saúde.


A Corsan, enquanto operadora do sistema de abastecimento de água de Garibaldi, efetua o controle da qualidade da água tratada disponibilizada pela ETA, realizando, dentre outras ações de controle analítico, uma série de análises na saída do tratamento a cada duas horas, bem como efetua o controle da qualidade da água fornecida com a coleta de amostras mensais na rede de distribuição, combinando critérios de abrangência espacial e pontos estratégicos, e distribuídas uniformemente durante o mês.


A Prefeitura de Garibaldi, enquanto poder concedente, por meio da Vigilância Sanitária, realiza a vigilância do controle de qualidade da água da Corsan, por meio da realização de inspeções sanitárias na ETA e poços, bem como a coleta de suas próprias amostras mensais na rede de distribuição.


Portanto, a Corsan informa que a água distribuída em Garibaldi é potável e pode ser consumida".



MAIS NOTÍCIAS