Coronavírus


Situação Crítica: Todo o Estado em bandeira Vermelha

Aumento no numero de casos de coronavírus faz governador elevar para Alto Risco o distanciado controlado no RS
27/11/2020 Portal Adesso - Foto: Reprodução Governo do RS

     O governo do Rio Grande do Sul divulgou, nesta sexta-feira (27), que todas as 21 regiões foram classificadas preliminarmente com a bandeira vermelha no Distanciamento Controlado. Conforme a avaliação desta 30ª rodada, o número de pacientes internados em leitos clínicos e UTIs atingindo picos históricos, fez com que todo o território gaúcho fosse considerado como alto risco para a contaminação do novo coronavírus.

     Segundo o levantamento do governo, a situação piorou no último mês. De 30 de outubro a 26 de novembro, os indicadores apontam elevação de 26% (de 830 para 1.047) no número de hospitalizações confirmadas por Covid-19 e aumento de 30% (de 712 para 928) de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Além disso, o número de internados em leitos clínicos com coronavírus cresceu 54% (de 768 para 1.183) e o número de mortes subiu 31% (de 211 para 276).

     É a primeira vez que todas as regiões ficam em bandeira vermelha no modelo do Distanciamento Controlado, que foi implementado em maio. O mapa mais avermelhado até então foi o preliminar da 15ª rodada, que apresentou 16 regiões com risco alto. Após recursos, o mapa definitivo, vigente entre os dias 18 e 24 de agosto, deixou 14 regiões em vermelho.

     As regiões em cogestão podem adotar regras de bandeira laranja. Ainda é possível encaminhar pedidos de reconsideração à classificação de risco, que podem ser feitos via associação regional até as 6h deste domingo. A Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) já informou que vai recorrer da decisão, por meio do Observatório Regional da Saúde. A decisão do governo do Estado sobre os pedidos será informada na segunda-feira. Os protocolos valem a partir de terça-feira após divulgação do mapa definitivo.

     Dos 497 municípios gaúchos, 207 (930.400 habitantes, 8% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.




MAIS NOTÍCIAS