Política


Transição nada amigável em Garibaldi

Governo Cettolin pouco auxilia e dificulta informações sobre a situação real da prefeitura
15/12/2020 Portal Adesso

     Até agora, a única coisa que andou bem na transição do governo em Garibaldi foi a pose para a fotografia tirada entre o atual prefeito Antônio Cettolin (MDB), com o prefeito e vice-prefeito eleitos Alex Carniel e Sérgio Chesini (PP). 

     Longe dos holofotes, a situação e o clima é bem outro. Desde o dia 25 de novembro, a equipe de transição do novo governo sequer teve disponibilizada uma sala para que possam ficar ali se inteirando da gestão. No primeiro contato, a atual administração disse que só após o dia 20 de dezembro, faltando apenas 10 dias para o novo governo assumir, é que os secretários teriam tempo para prestar informações. Antes disso, nada é informado. Porém, se contarmos os feriados de natal e ano novo, sobram poucos dias para que a equipe de transição e novos secretários recebam alguma informação.

     Hoje, para receber qualquer tipo de informação, primeiro é preciso pedir a uma secretária do atual governo que repassa a informação para o chefe de gabinete que só depois responde. A medida burocrática é vista como uma forma de atrapalhar e não prestar esclarecimentos para a administração que assume dia 01 de janeiro.

     Nesta semana, integrante da equipe de transição foi até a prefeitura em busca de informações da área da educação e saúde e ficou horas esperando para ser atendida. Quando foi atendida, lhe enrolaram e mais uma vez, disseram que iriam passar a informação posteriormente. 

     Nossa equipe procurou o prefeito eleito Alex Carniel, mas ele não quis se manifestar com relação a transição. 


     Carlos Barbosa ZIbetti e Kirch andam juntos

     Se em Garibaldi a transição está sendo feita de maneira vergonhosa, mostrando que o ranço político ainda é grande, Carlos Barbosa dá exemplo de civilidade e acima de tudo de respeito. 

     Lá a transição entre a equipe de Kirch (PP) e Zibetti (MDB) é feita de forma amigável. Uma sala, inclusive com cafezinho foi disponibilizada para a nova gestão e pelo menos três vezes por semana, secretários se encontram para tratar do andamento do trabalho. 

     Em nenhum momento os dois grupos tiveram qualquer tipo de atrito, ambos estão preocupados com a gestão da cidade. 



MAIS NOTÍCIAS